Últimas notícias:
Loading...

Cientistas alertam para IST pouco conhecida que causa infertilidade

O que preocupa os especialistas é que, por ser difícil de diagnosticar, a M. gen pode se espalhar facilmente sem ser notada

Por: Redação

Cientistas temem que uma infecção sexualmente transmissível (IST) pouco conhecida esteja evoluindo para se tornar uma superbactéria. A Mycoplasma genitalium, também conhecido como M. genitalium ou M. gen, tornou-se resistente a todos os antibióticos usados ​​para tratá-la até agora, incluindo o azitromicina, muito usado contra ISTs.

A infecção sexualmente transmissível foi descoberta pela primeira vez em Londres  na década de 1980, mas só em 2019 que foi criado um teste para diagnóstico. Isso significa que os cientistas não sabem exatamente o quão difundida ela é.

Cientistas alertam para IST pouco conhecida que causa infertilidade
Créditos: Md Saiful Islam Khan/istock
Cientistas alertam para IST pouco conhecida que causa infertilidade

Alguns estudos sugerem que apenas um em cada 100 adultos nos EUA é positivo para a M. gen, mas os especialistas estimam que até um quinto a terá em algum momento de sua vida.

A infecção bacteriana tem sido associada à infertilidade, partos prematuros e abortos, bem como inchaço cervical e doença inflamatória pélvica.

O que preocupa os especialistas é que, por ser difícil de diagnosticar, a M. gen pode se espalhar facilmente sem ser notada. Muitas pessoas sequer apresentam sintomas.

O que é a M. genitalium?

De acordo com o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), a Mycoplasma genitalium, também conhecida como M. genitalium ou M. gen. é uma infecção bacteriana sexualmente transmissível que infecta os tratos urinário e genital de homens e mulheres.

Os bebês também podem contrair a infecção de suas mães antes de nascerem através do líquido amniótico.

É mais comum em jovens e também em pessoas que fazem sexo desprotegido e que têm múltiplos parceiros sexuais.

Nas mulheres, a infecção pode causar dor pélvica
Créditos: Pornpak Khunatorn/istock
Nas mulheres, a infecção pode causar dor pélvica

Em casos sintomáticos da doença, as pessoas podem apresentar sangramento e genitais inchados, inchaço e irritação da uretra, tornando doloroso fazer xixi, inchaço cervical, doença inflamatória pélvica (DIP) em mulheres, causando dor no abdômen inferior e sangramento após o sexo.