Últimas notícias:

Loading...

Como comprovar comorbidade para receber vacina contra covid-19

É preciso levar ao posto de vacinação algum comprovante que demonstre pertencer a este grupo de risco

Por: Redação

O Plano Nacional de Operacionalização de Vacinação contra a Covid-19 já inclui o como público prioritário pessoas com comorbidades. O termo é empregado para quem tem com condições de saúde diversas, como doenças crônicas, que podem agravar o quadro de covid-19. São pessoas com doença renal, pressão alta,  doenças cardíacas, entre outras.

A vacinação desse grupo ocorre por etapas. O primeiro é formado pela faixa etária de 55 a 59 anos. Em seguida, é a vez das pessoas com idades entre 50 a 54 anos. E assim por diante até a idade mínima dos grupos prioritários, de 18 anos. Essa dinâmica pode ser diferente em cada estado e cidade, sendo necessário consultar a situação do seu município.

Para receber as doses do imunizante, no entanto, é preciso comprovar a condição.

Neste caso, poderão ser aceitos exames, relatórios médicos, receitas, prescrições médicas, com até dois anos de emissão, diagnósticos ou documentos semelhantes, que deverão ser apresentados no local de vacinação.

vacina contra covi-19
Crédito: Marcelo Camargo/Agência BrasilPessoas com comorbidades precisam comprovar condição para serem vacinadas contra a covid-19

O Ministério da Saúde considera como comorbidades as seguintes condições:

Lista de comorbidades

• Doenças Cardiovasculares
• Insuficiência cardíaca (IC)
• Cor-pulmonale (alteração no ventrículo direito) e Hipertensão pulmonar
• Cardiopatia hipertensiva
• Síndromes coronarianas
• Valvopatias
• Miocardiopatias e Pericardiopatias
• Doença da Aorta, dos Grandes Vasos e Fístulas arteriovenosas
• Arritmias cardíacas
• Cardiopatias congênitas no adulto
• Próteses valvares e dispositivos cardíacos implantados
• Diabetes mellitus
• Pneumopatias crônicas graves
• Hipertensão arterial resistente (HAR)
• Hipertensão arterial – estágio 3
• Hipertensão arterial – estágios 1 e 2 com lesão e órgão-alvo e/ou comorbidade
• Doença Cerebrovascular
• Doença renal crônica
• Imunossuprimidos (transplantados; pessoas vivendo com HIV; doenças reumáticas em uso de corticoides; pessoas com câncer).
• Anemia falciforme e talassemia maior (hemoglobinopatias graves)
• Obesidade mórbida
• Cirrose hepática

Compartilhe: