Últimas notícias:

Loading...

8 alimentos que aumentam a fome e detonam dietas

Substitua esses alimentos prejudiciais por outros lanches saudáveis

Por: Redação

Pode soar estranho, mas existem alguns alimentos que em vez de dar saciedade, nos deixam com mais fome ainda. Por isso é sempre uma boa ideia avaliar o que você come no café da manhã, almoço e jantar diariamente e evitar certas opções que fazem a fome reaparecer em pouco tempo.

Para saber como fazer as melhores escolhas, o site Minha Vida, parceiro da Catraca Livre, listou os alimentos que te deixam com fome. Confira:

Pães e massas de farinha refinada

“Alimentos derivados de farinha refinada possuem alto valor glicêmico e, por isso, são digeridos mais facilmente e convertidos em açúcar, fazendo com que o corpo libere mais insulina rapidamente”, explica a nutricionista funcional Regina Moraes Teixeira.

O índice glicêmico mede o tempo que o carboidrato de um alimento demora para ser absorvido pelo intestino. Quanto mais rápida essa absorção, maior a capacidade desse alimento de gerar picos de insulina no organismo.

Bolachas recheadas, salgadinhos, chocolates…

mulher comendo
Crédito: Cometary/istockBolachas e guloseimas só enganam a fome temporariamente

“As comidas processadas de um modo geral, como chocolate, bolachas recheadas, bolos, snacks, também possuem um alto valor glicêmico e ativam os centros de recompensa do nosso cérebro”, alerta Regina. Essa sensação boa gerada no cérebro condiciona o organismo a sempre pedir mais por esse tipo de alimento. Portanto, melhor evitá-los!

Além disso, os níveis de sódio e gordura contidos em comidas industrializadas ultrapassam e muito o recomendável, tornando-se um agente poderoso no aumento de casos de hipertensão e obesidade.

Alimentos congelados, carnes processadas e enlatados

enlatados
Crédito: SarapulSar38/istockEnlatados também devem ser evitados

De forma geral, busque eliminar da dieta todos os alimentos que contenham glutamato monossódico. “Essa substância é usada na indústria como um potencializador de sabor, amplamente encontrada em alimentos congelados, carnes processadas e enlatados”, destaca Regina.

Além de não trazer saciedade para o organismo, esse elemento aumenta a pressão arterial por conter grandes quantidades de sódio. “Estudos mostram que ele pode piorar disfunções de aprendizado, além de favorecer o Mal de Alzheimer e Mal de Parkinson”, conta o nutricionista Israel Adolfo.

Continue lendo a matéria no site Minha Vida.

Compartilhe:

Tags: #Dieta