Últimas notícias:
Loading...

Descoberto novo fator de risco para o câncer de mama

Pesquisadores pedem para que médicos levem coloquem informação em uso clínico "o mais rápido possível"

Mulheres com mamas densas, aquelas que  apresentam o seio com consistência mais firme ao toque, são mais propensas ao câncer de mama. Isso já era sabido pela ciência. Agora uma nova pesquisa publicada no no JAMA Oncology fez uma nova descoberta sobre esse fator de risco.

O estudo feito por cientistas  da Washington University em St. Louis concluiu que, embora a densidade da mama diminua com a idade, uma taxa mais lenta de declínio em uma mama geralmente precede um diagnóstico de câncer nessa mama.

Descoberto novo fator de risco para o câncer de mama
Créditos: dragana991/istock
Descoberto novo fator de risco para o câncer de mama

A pesquisa analisou as mudanças na densidade da mama durante um período de 10 anos em 10.000 mulheres. Todas elas estavam livres de câncer quando o estudo começou.

Cerca de 289 mulheres foram diagnosticadas com câncer de mama. Os pesquisadores, então, compararam as alterações no tecido mamário dessas participantes com as de 658 mulheres semelhantes que não desenvolveram a doença.

Segundo os autores do estudo, a densidade da mama foi maior desde o início nas mulheres que desenvolveram câncer de mama, e  diminuiu em todas as mulheres com o passar dos anos.

Porém, quando a densidade de cada mama foi medida separadamente, os cientistas descobriram um declínio significativamente mais lento na densidade das mamas que desenvolveram câncer, quando comparadas com a mama sadia.

Os pesquisadores agora esperam que, sabendo disso, os médicos possam colocar essa informação em uso clínico “o mais rápido possível” para avaliar o risco de uma mulher desenvolver a doença no futuro. Esse risco pode ser atualizado toda vez que a paciente fizer uma nova mamografia.