Dieta que permite bacon e secou Laura Keller traz risco à saúde

Por: Redação | Comunicar erro

O casal Laura Keller e Jorge Sousa, vencedores do reality “Power Couple” da Record, é também conhecido pelo culto à forma física. Mas, após vencer o programa, a rotina corrida fez com que ambos não tivessem tempo para malhar e manter uma alimentação regrada.

Resolveram, então, procurar uma nutricionista que indicou um cardápio parecido, mas com porções diferentes para cada um. A dieta consiste principalmente em cortar carboidratos e alimentos industrializados como pães, massas e arroz branco, focando na ingestão de proteínas e gorduras ‘boas’ como carne, ovos, oleaginosas, batata-doce e arroz integral.

O bacon está entre os alimentos permitidos. Postagens nas redes sociais de Laura mostram que a gordura animal está liberada, assim como o azeite de oliva, óleo de coco e castanhas. A atriz afirma que a redução do carboidrato na dieta, que iniciou há 4 meses, já apresenta resultados positivos no corpo dela e do marido, que ganharam de 2 e 8 quilos de massa magra, respectivamente.

4 meses de muito esforço. Dieta, suplementação adequada e treinos regulares. Ja evoluímos muito! Quero agradecer ao @drpedroandrade e @energiaevida por estarem com a gente nesse caminhada. E vamos adiante porque. Não tá morto quem peleia! #casalkamikaze #vivercomexcelência #treino #dieta #suplementaçao ????????❤

Uma publicação compartilhada por Laura_keller (@laurakelleroficial) em

Ela diz que eles fazem marmitas para não fugir do cardápio. Além da alimentação regrada, o casal se dedica a uma rotina de exercícios cinco vezes por semana, pelo menos.

Perigos do consumo de gordura animal e alimentos como o bacon

Segundo especialistas as carnes processadas, como o bacon, contém alto teor de gordura animal que é maléfica para o organismo. A edição da revista BMC Medicine deste mês traz a publicação de uma pesquisa da British Heart Foundation onde cientistas avaliaram hábitos alimentares de 450 mil pessoas por 13 anos.

Ao longo do estudo 26.344 pacientes morreram, sendo que os que consumiam frequentemente esse tipo de alimento tinham 44% mais chances de morrer prematuramente que os outros, principalmente devido a doenças cardiovasculares e câncer.

A pesquisa indicou ainda que quem consumia mais de 160 gramas de carne processada diariamente – equivalente a três salsichas – tinha 72% mais chances de morrer de doenças cardíacas. Leia matéria completa sobre esse estudo no Minha Vida, parceiro do Catraca Livre.

Compartilhe:

1 / 8
1
05:29
Sinais de que o bebê vai nascer
Claudio Basbaum, obstetra na Maternidade de São Luiz, é conhecido como o médico que implantou no Brasil o parto humanizado. Esse …
2
04:28
Os principais sinais de que ansiedade está afetando sua saúde
Dr. Jair de Jesus Mari, professor titular de psiquiatria da UNIFESP , fala sobre os principais sinais da ansiedade. Esse vídeo …
3
03:46
Sinais que indicam câncer no estômago
Professor associado da Faculdade de Medicina da USP e cirurgião especializado em aparelho digestivo, Raul Cutait mostra nesse vídeo quais …
4
02:18
Conheça o programa “É Melhor Prevenir”
Conheça a série  “Melhor Prevenir” da Catraca Livre para melhorar a qualidade de vida. Os videos ensinam a identificar sinais de …
5
02:37
Os principais sinais da depressão
Dr. Jair de Jesus Mari, professor titular de psiquiatria da Universidade Federal de São Paulo, ensina sobre os principais sinais …
6
03:28
A receita do prazer sexual na gravidez
Claudio Basbaum, ginecologista e obstetra da maternidade São Luiz,  compartilha a receita do prazer sexual na gravidez.
7
05:29
Como o estresse interfere na saúde do bebê
Claudio Basbaum, obstetra na Maternidade de São Luiz, é conhecido como o médico que implantou no Brasil o parto humanizado. Esse …
8
04:59
Como o sono ruim dificulta a perda de peso
Professor associado da Faculdade de Medicina da USP e cirurgião especializado em aparelho digestivo, Raul Cutait mostra nesse vídeo a …