Últimas notícias:

Loading...

Estudo descobre condição que favorece o risco de câncer de útero

De acordo com pesquisadores, um a cada três casos da doença no Reino Unido (34%) está ligado ao excesso de peso

Por: Redação

Um estudo feito por pesquisadores da Universidade de Bristol, na Inglaterra, descobriu uma condição que está associada com um risco aumentado de câncer de útero. De acordo com eles, um a cada três casos da doença no Reino Unido (34%) está ligado ao excesso de peso.

A conclusão veio após a análise dos dados de 120 mil mulheres, em sete países. De todas as voluntárias, cerca de 13 mil foram diagnosticadas com a doença.

O estudo foi publicado na última edição da revista especializada BMC Medicine e é  um dos primeiros desse tipo a analisar o efeito do IMC maior ao longo da vida no risco de câncer de útero.

útero
Crédito: IZonda/istockO índice de massa corporal (IMC) elevado é um fator de risco para o câncer do útero, em especial do endométrio

O principal câncer analisado no estudo foi o de endométrio, que é o tipo mais comum encontrado no útero, pois afeta o revestimento do órgão.

Os especialistas constataram que para cada cinco pontos extras (acima do peso considerado ideal) no índice de massa corporal (IMC), o risco da mulher sofrer com tumor uterino é quase o dobro (88%).

“Esse é um número mais alto do que a maioria dos estudos anteriores sugeriram e reflete a influência do ganho de peso ao longo da vida na saúde das mulheres”, escreveram os autores do estudo.

obesidade
Crédito: PeakSTOCK/istock De acordo com eles, um a cada três casos da doença no Reino Unido (34%) está ligado ao excesso de peso

Câncer de endométrio

O câncer de útero pode se iniciar em diferentes partes do órgão. O tipo mais comum se origina no endométrio (revestimento interno do útero) e é chamado de câncer do endométrio.

Esse é o tipo de câncer ginecológico mais comum em países de alta renda e o segundo mais comum globalmente. Em 2020, houve 417.367 novos casos diagnosticados e 97.370 mortes relacionadas ao câncer de endométrio em todo o mundo.

De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (Inca), o câncer uterino pode ocorrer em qualquer faixa etária, mas é mais comum em mulheres que já se encontram na menopausa.

Além do excesso de peso, outras condições aumentam o risco desse tipo de câncer, como diabetes mellitus, Hiperplasia (crescimento) endometrial,  uso de radiação anterior para tratamento de tumores de ovário, síndrome do ovário policístico, além de predisposição genética.

Compartilhe:

?>