Últimas notícias:

Loading...

Expectativa de vida de 120 anos já é realidade para alguns

Por: Redação

Em 60 anos a expectativa de vida do ser humano poderá chegar a 120 anos, segundo estudo que afirma que é possível retardar o processo de envelhecimento biológico, como aponta matéria do Daily Mail.

Crédito: Getty Images“O objetivo principal para nós é permitir que as pessoas permaneçam saudáveis ​​durante o maior tempo possível na velhice”, diz especialista 

“É importante entender que ninguém gostaria de viver uma vida longa e insalubre. O objetivo principal para nós agora deve ser permitir que as pessoas permaneçam saudáveis ​​durante o maior tempo possível na sua velhice”, disse o professor Vladimir Khavinson, chefe do Instituto de Biorregulação e Gerontologia de São Petersburgo, durante o Simpósio Internacional sobre Gerontologia, em Genebra, na Suíça, no final de maio deste ano.

Isso seria possível graças a drogas que interagem com nosso DNA, mantendo a função de nossos corpos por mais tempo. Vários países europeus estão em negociações para iniciar testes com esse tipo de medicamentos nos próximos três anos.

Seis desses remédios já estão disponíveis na Rússia, incluindo o Thymalin para manter a função do sistema imune e Cortexin para preservar a atividade cerebral. No entanto, especialistas afirmam que o uso dessas drogas não é o suficiente, sendo importante manter um estilo de vida saudável.

Os efeitos colaterais de tais tratamentos – e se eles poderiam render mais anos com qualidade de vida – ainda são desconhecidos.

Alguns desses medicamentos atuam segundo a “teoria da tecnologia do peptídeo”, onde a interação com o DNA aumenta a produção de proteínas, o que prolongaria a expectativa de vida.

“Um dos principais indicadores do envelhecimento é a redução da síntese de proteínas. Chegamos à conclusão de que é possível restaurá-lo a um nível normal com o uso de biorreguladores de peptídeos e encontramos uma maneira ideal de manter a produção de peptídeos naturais de uma quantidade suficiente”, diz Khavinson.

Segundo Vladimir, essa tecnologia está baseada  na extração de peptídeos de tecidos de jovens animais saudáveis ​​que têm a mesma estrutura dos tecidos humanos.

Crédito: Getty Images/iStockphotoUma dieta correta, o estilo de vida, padrões ideais de sono, os níveis certos de atividade física e a tolerância ao estresse podem prolongar a vida em até 50%, aponta especialista

“Ter uma vida saudável é um bom começo. Um ambiente limpo, alimentos frescos, atividade física e avanços médicos (particularmente avanços nas tecnologias de peptídeos) podem permitir que os jovens de hoje vivam até 120” completa Khavinson.

Um estudo semelhante, realizado por pesquisadores do centro médico GLMED, em Moscou, avaliou 60 marcadores de idade em durante um tratamento medicamentoso em participantes de 31 a 72 anos.

“Quando se trata de reduzir o desenvolvimento de doenças relacionadas com a idade e, consequentemente, a idade biológica, uma dieta correta e o estilo de vida desempenham um papel importante na medicina antienvelhecimento. Assim como padrões ideais de sono, os níveis certos de atividade física e a tolerância ao estresse podem prolongar a vida em até 50%”, afirma Yuri Medzinovsky, Diretor Geral do GLMED em matéria do Fab after Fifty (Fabulosa depois dos cinquenta, em português).

Os resultados revelaram que, quando combinadas com um estilo de vida saudável e com menos estressa, as drogas conseguiram reduzir a idade biológica de uma pessoa em uma média de até dois anos durante 12 meses de terapia.