Últimas notícias:

Loading...

Gripe ou covid: saiba os sintomas e como diferenciar as doenças

O quadro sintomático varia de acordo com a variante ou subtipo dos vírus

Por: Redação

Os casos de gripe e de covid-19 têm provocado um aumento na busca por atendimento médico neste fim de ano em algumas cidades, como é o caso de São Paulo e do Rio de Janeiro. Por se tratarem de doenças respiratórias, os sintomas são muito semelhantes e podem ser confundidos.

Algumas pequenas diferenças, no entanto, podem ser notadas pelos médicos infectologistas no atendimento aos doentes. Porém, apenas testes são capazes de determinar quando se trata de uma ou de outra enfermidade.

gripe e covid
Crédito: Divulgação/Instituto ButantanAs principais diferenças entre gripe e covid-19

Gripe ou covid?

A gripe ou síndrome gripal geralmente causa febre de início súbito, acompanhada de tosse ou dor de garganta e pelo menos um dos seguintes sintomas: dores de cabeça, muscular ou articulares. Em crianças, principalmente, ainda são comuns coriza e obstrução nasal.

gripe ou covid
Crédito: PeopleImages/istockGripe ou covid? Sintomas são semelhantes, com pequenas diferenças

No caso de influenza causada pelo novo vírus em circulação no Brasil, o H3N2, da cepa Darwin, os sintomas são os mesmos, porém, com a possibilidade de síndrome respiratória aguda grave (SRAG), que é a dificuldade ou desconforto para respirar. Esse último sintoma é especialmente mais comum em idosos e imunocomprometidos.

Esses casos de H3n2 estão mais frequentes porque a atual vacina contra a gripe não engloba essa cepa. Ainda assim a vacina continua sendo importante, pois protege contra os outros subtipos de gripe.

Já nos casos de covid-19, os sintomas têm mudado desde o início da pandemia, por conta das diferentes variantes que surgiram. Inicialmente, a Organização Mundial da Saúde considerava a febre, tosse seca, cansaço e perda de paladar e olfato como sintomas clássicos.

omicron
Crédito: Naeblys/istockOs sintomas da covid-19 variam de acordo com a variante

Com o surgimento da Delta, além da febre e tosse persistente, foram observados coriza, espirros e dor de cabeça e garganta. Características semelhantes à gripe sazonal. A perda de paladar e de olfato já não aparecia como antes.

Agora, com os recentes casos da Ômicron, variante que espalha com mais facilidade, o padrão sintomático alterou mais uma vez.

Segundo a médica Angelique Coetzee, presidente da Associação Médica da África do Sul, que cuidou dos primeiros pacientes com a nova cepa, dores musculares, de cabeça, cansaço extremo e mal-estar por 1 ou 2 dias foram as queixas mais relatadas.

Os infectados pela Ômicron também não apresentam perda de olfato e paladar.

É possível pegar gripe e covid simultaneamente?

Embora as chances sejam mínimas, ela existe, segundo a pneumologista Margareth Dalcomo, pesquisadora da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

“Ambas as doenças são de fácil contagiosidade. A cepa Ômicron tem uma capacidade de espalhamento muito superior às cepas anteriores”, disse a médica em entrevista à CNN.  “O correto, o desejável, diante da suspeita, é que alguém seja testado para a covid-19 e para o vírus da Influenza A”, afirmou.

A forma de prevenir qualquer uma dessas doenças continua sendo o uso de máscara, álcool gel e distanciamento social, além, claro da vacina.

Compartilhe: