Heloísa Périssé desabafa após câncer raro: ‘Optei pela vida’

Atriz descobriu doença em agosto de 2019 e passou por tratamento intenso

Por: Redação

Heloísa Périssé falou pela primeira vez sobre o maior desafio de sua vida: o tratamento contra um câncer raro, nas glândulas salivares, descoberto em agosto de 2019.

heloisa perisse
Crédito: Reprodução/TV GloboHeloísa Perissé se recuperou de um câncer descoberto em agosto de 2019

Em entrevista ao “Fantástico”, da Globo, a atriz de 53 anos de idade contou que passou por uma cirurgia de sete horas e meia, além de cinco sessões de quimioterapia e mais de 30 de radioterapia.

“Agora o trem já voltou para o trilho e agora só vai ganhar velocidade. O meu sentimento é esse: eu estou pronta para voar”, declarou.

Foi uma lesão interna [a boca]. Eu tinha uma bolinha, mostrava para as pessoas e elas diziam que não era nada. Ao ser questionada se sentia dores ou tinha hemorragia, a artista disse que não. Foi aí que ela passou por uma consulta no dentista para fazer um clareamento dental e o profissional retirou o nódulo para uma biópsia alegando ser um procedimento obrigatório, apenas para checagem. Porém, a biópsia constatou que se tratava de um tumor maligno, segundo ela, com 1% de chance de ser constatado.

Ao fazer um check up geral, Heloísa foi diagnosticada com um gânglio no pescoço. “Passei por uma ressonância magnética, que durou duas horas e meia, com pulsão… Então, eu fiz uma nova cirurgia. Depois, veio a outra notícia que faria quimio e radioterapia”, explicou.

Cheia de planos para voltar ao trabalho, a humorista completou: “Eu optei pela vida. Eu sempre optei pela vida”.

CÂNCER RARO

As glândulas salivares são tecidos especializados na produção e secreção de saliva, formadas por dois tipos: as maiores e menores, podem desenvolver tumores benignos ou malignos.

Os possíveis sinais e sintomas do câncer das glândulas salivares incluem:

  • Massa ou nódulo no rosto, pescoço ou boca.
  • Dor contínua no rosto, pescoço ou boca.
  • Diferença entre o tamanho ou forma de um dos lados do rosto ou pescoço, comparado com o lado contralateral.
  • Dormência em parte do rosto.
  • Fraqueza nos músculos do rosto.
  • Problemas para abrir a boca amplamente.
  • Drenagem de líquido à região auricular.
  • Dificuldade para engolir.

Se você tem qualquer um desses sintomas, consulte seu médico imediatamente. Confira a matéria completa no Instituto Oncoguia.

Compartilhe: