Últimas notícias:

Loading...

Como prevenir conjuntivite com medidas simples

Doenças oculares como a conjuntivite podem ser mais comuns durante o verão e a primavera; saiba como se proteger

Por: Redação

Só quem já teve sabe o quão desagradável pode ser uma conjuntivite. Os olhos ficam vermelhos, irritados, lacrimejando e as pálpebras ficam grudadas ao acordar. A doença ocorre quando há uma inflamação da conjuntiva, membrana que recobre o olho. A mais comum delas, a infecciosa, pode ser bacteriana ou viral, e é altamente contagiosa, podendo ser transmitida pelo contato direto com as mãos, secreção ou objetos pessoais contaminados, como toalhas, travesseiro e maquiagem, por exemplo.

Além dessas, há também a alérgica, fúngica e a tóxica. A inflamação nos olhos decorrente da sinusite costuma durar de uma semana a 15 dias, dependendo da gravidade.

mulher com conjuntivite
Crédito: Has2006/istockConjuntivite viral é transmitida através do contato direto de uma pessoa contaminada com uma saudável

De acordo com o oftalmologista Omar Assae, do Hospital CEMA, o problema pode aumentar em até 80% durante o verão.  “Pode aparecer por alguns fatores, como água poluída, fatores alérgicos e descuidos com a higiene das mãos”, explica o médico.

Conjuntivite primaveril

Durante a primavera, os casos de conjuntivite também são frequentes. Isso se dá por conta da presença de pólen das flores no ar. Nesse caso, a conjuntivite tem aspecto alérgico e não é contagiosa.

Para aqueles que já possuem algum tipo de alergia, o oftalmologista Hilton Medeiros, da Clínica de Olhos Dr. João Eugenio, indica evitar ambientes ao ar livre entre 5h e 10h da manhã, quando a ação do pólen é mais intensa; usar pano molhado no lugar da vassoura, retirar as cortinas, tapetes e bichos de pelúcia e manter o local sempre arejado permitindo a entrada do sol.

Quem utiliza lentes de contato deve ter cuidado redobrado, pois quando usadas em ambientes pouco umidificados podem ocasionar ceratite, uma inflamação passível de evolução até para úlceras e perfuração dos olhos.

O que fazer ao suspeitar de conjuntivite?

Ao sentir qualquer incômodo nos olhos e suspeitar de conjuntivite, o ideal é procurar um oftalmologista imediatamente. Caso seja diagnosticada a conjuntivite, ele saberá orientá-lo sobre o que fazer, além de prescrever o tratamento adequado.

mulher com conjuntivite
Crédito: DarrenMower/istockAo suspeitar de conjuntivite, a orientação é procurar um oftalmologista e não se automedicar

Como prevenir 

-Evitar aglomerações, piscinas de academias ou clubes;

– Não compartilhar o uso de produtos de maquiagem;

– Lavar com frequência o rosto e as mãos, já que são responsáveis pela transmissão de micro-organismos patogênicos;

– Evitar coçar os olhos, principalmente se as mãos estiverem sujas;

– Usar toalhas de papel para enxugar o rosto e as mãos, ou lavar todos os dias as toalhas de tecido;

– Trocar as fronhas dos travesseiros diariamente, enquanto perdurar a crise;

Tratamento

Em alguns casos, os sintomas desaparecem sozinhos em algumas semanas. Já em outros, é necessário um tratamento, que dependerá da causa do problema. Em casos graves, colírios antibióticos podem ser usados para limpar a infecção.

Já quando a doença tem carácter alérgico, ela pode ser tratada com medicamentos antialérgicos, como anti-histamínicos. Também é importante que a pessoa evite a substância que desencadeou a alergia.

Compartilhe:

Tags: #Doença
?>