Valéria Valenssa, ex-Globeleza comenta sobre depressão

Informar

Homem com doença genética rara tem 98% do corpo coberto de pelo

Por: Redação | Comunicar erro
Síndrome atinge menos de 100 pessoas no mundo

Após anos sofrendo bullying, Larry Gomez, cujo corpo está quase completamente coberto de pelos, hoje se orgulha de ser reconhecido como o homem mais peludo do mundo. Natural do México, Larry sofre de uma desordem genética rara que atinge menos de 100 pessoas em todo o mundo.

Chamada de hipertricose ou Síndrome de Lobisomem, a doença também afeta alguns membros de sua família. De acordo com o jornal Daily Mail, as mulheres têm uma camada de pelo mais fina, enquanto os homens são cobertos de pelos pretos e grossos em todo o corpo, assim como Harry.

Apesar do preconceito, Harry diz que aceita bem sua aparência

Pessoas que sofrem com esta doença costumam ter cabelo em partes do corpo que normalmente não têm – como rosto, pés e mãos – e de um comprimento e consistência anormais.

A aparência incomum obriga o mexicano a aparar os pelos do rosto frequentemente, mas isso não é algo que chega a incomodá-lo. Em entrevista ao canal do  Youtube “The Wizard of Odd TV”, ele disse que finalmente aprendeu a abraçar suas diferenças.

Harry já trabalhou em circos, participou de reality shows na TV e fez fama em Hollywood ao atuar no filme Água para Elefantes, ao lado Reese Whiterspoon e Robert Pattinson.

Confira também:

Desordem genética “Síndrome de Wolverine” faz gato ser mais peludo que o normal

Compartilhe: