CORONAVÍRUS
Loading...
Últimas notícias e tudo que você precisa saberAtualizando informações
Infectados-
Mortes-
Recuperados-

Ivete Sangalo revela que congelou óvulos para nova gravidez

Por: Redação

A cantora Ivete Sangalo revela que aproveitou bastante a viagem recente à Europa para namorar bastante e pensa em dar ao filho, Marcelo, 7, uma irmã ou irmão: “A gente ‘berimbô’, legal!”, segundo matéria do Extra.

“Furunfando a gente está. Quero engravidar da forma mais natural possível”, diz

Ela e o marido, Daniel, planejam uma nova gravidez: “Furunfando a gente está. Quero engravidar da forma mais natural possível. Mas é claro que, aos 45 anos, as coisas ficam mais difíceis, já não produzo mais óvulos como antes. Por isso, congelei os meus”, revela. Leia matéria completa.

Como funciona o processo 

O congelamento de óvulos, ou criopreservação, é feito para que estes sejam preservados e usados novamente depois de certo tempo.

A mulher passa por um processo de indução de ovulação, tomando remédios via oral ou injeções subcutâneas que agem nos folículos do ovário, local onde se desenvolvem os óvulos. Durante o uso dos medicamentos, é feito um acompanhamento do crescimento folicular por meio de ultrassonografias em série e exames com dosagens hormonais, como explica matéria do Minha Vida.

Assim que os folículos atingem um tamanho considerado adequado, aplica-se a injeção subcutânea do hormônio hCG, que permite que a ovulação ocorra entre 36 e 40 horas depois.

Nas técnicas de ‘coito programado’ e na ‘inseminação artificial’ a indução é feita em menores doses, apenas para que aumente a produção dos óvulos e, como isso, haja mais chances de haver fecundação.

Já para a ‘fertilização in vitro’, com ou sem ICSI (injeção intracitoplasmática de espermatozoides), é preciso que o estímulo seja aumentado para que um maior número de óvulos seja aspirado e,  depois, fecundados em laboratório.

A coleta é um procedimento cirúrgico simples que requer uma sedação e dura em média 20 minutos. É feita uma punção transvaginal, guiada por ultrassom, que aspira o líquido do interior dos folículos e, junto com ele, os óvulos.

Crédito: Getty Images/iStockphotoPara o congelamento dos óvulos são necessárias 3 etapas

A reserva ovariana e a resposta aos remédios da indução da ovulação é que determinarão a quantidade de óvulos que a paciente irá congelar.

Para que o congelamento dos óvulos seja feito de forma correta, são necessárias 3 etapas:

  • Primeiro são adicionadas substâncias crioprotetoras, para evitar a formação de cristais de gelo no interior dos óvulos, o que impediria que eles pudessem ser utilizados novamente. Elas também preservam as estruturas internas dessas células, impedindo sua destruição.
  • Depois são aplicadas as técnicas de congelamento, que pode ser lenta (redução de temperatura a uma velocidade de 0,5 a 2,0ºC por minuto) ou por vitrificação – congelamento ultrarrápido – onde os óvulos são congelados a 2500 °C por minuto. A vitrificação é o método mais utilizado hoje em dia, pois os estudos mostram que é a técnica que menos prejudica os gametas e embriões.
  • Após congelados, os óvulos são armazenados em tanques de nitrogênio líquido,  sob a temperatura de -196 ºC, em pequenas palhetas com sua identificação e podem ficar armazenados por tempo indeterminado.

Leia matéria completa

Compartilhe:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.