Mãe faz alerta após a filha ficar com a pele coberta de manchas

Saiba mais sobre a doença contagiosa que é comum em crianças

Por: Redação
criança com manchas no rosto
Crédito: Kennedy News and MediaManchas cobriram todo o corpo da garota

Uma mulher compartilhou as fotos da filha para fazer um alerta importante. Nas imagens, a menina aparece com o corpo coberto de manchas vermelhas pelo corpo, parecidas com as marcas de catapora. Porém, o caso da menina de apenas 2 anos, era, na verdade algo muito pior.

A mãe, Emma Reavley, notou as manchas nas costas e no pescoço de Emily em 25 de abril, mas elas rapidamente o se espalharam pelo corpo da criança, que passou a ter dificuldade de engolir, já que sua garganta estava dolorida e com bolhas.

Os primeiros médicos que atenderam a garota disseram se tratar de catapora e a mandaram para casa. Horas depois, o estado da menina piorou e ela teve febre de 39ºC, o que obrigou a mãe a levá-la às pressas para outro hospital. Lá, Emily foi diagnosticada com a doença mão-pé-boca e precisou ficar em quarentena por 14 dias por conta da natureza altamente contagiosa da enfermidade.

criança com manchas no rosto
Crédito: Kennedy News and MediaFebre alta é um dos sintomas da doença

Doença mão-pé-boca

A doença mão-pé-boca é uma doença comum na infância, mas que também pode afetar adultos. Entre os sintomas estão febre alta, manchas avermelhadas, erupção de pequenas bolhas nas palmas das mãos,  nas plantas dos pés e na boca.

De acordo com o Ministério da Saúde, a transmissão se dá pela via fecal/oral, através do contato direto entre as pessoas ou com as fezes, saliva e outras secreções, ou então através de alimentos e de objetos contaminados. Mesmo depois de recuperada, a pessoa pode transmitir o vírus pelas fezes durante aproximadamente quatro semanas.

O período de incubação oscila entre um e sete dias. Na maioria dos casos, os sintomas são leves e podem ser confundidos com os do resfriado comum.

Recentemente, várias cidades do Brasil registraram surtos da doença. Os casos se concentraram em Salvador (BA), Rios do Oeste (PR), Maringá (PR) e Itapeva (SP).

Como prevenir

Algumas medidas podem reduzir o risco de infecção da doença; são elas:

  • Lave as mãos frequentemente com água e sabão por 20 segundos, especialmente depois de trocar fraldas, e ajude as crianças a fazerem o mesmo;
  • Evite tocar seus olhos, nariz e boca com as mãos sujas;
  • Evite contato próximo, como beijar, abraçar e compartilhar copos e utensílios de cozinha com pessoas com a doença;
  • Desinfete superfícies e objetos, como brinquedos e maçanetas, especialmente se alguém estiver doente.

Compartilhe: