Médico da Unifesp faz vídeo com Fake News sobre coronavírus

“O coronavírus não é patológico e sequer pode causar gripe”, disse patologista Beny Schmidt em vídeo no YouTube

Por: Redação

O patologista Beny Schmidt, professor na Unifesp (Universidade Federal de São Paulo) publicou um vídeo com informações falsas sobre o novo coronavírus (Covid-19)..

Em seu canal no Youtube, o médico afirma que o Covid-19 não causa gripe e também não é letal, contrariando dados da OMS (Organização Mundial da Saúde).

Crédito: Reprodução/YouTube“O coronavírus não é patológico e sequer pode causar gripe”, disse patologista Beny Schmidt em vídeo no YouTube

De acordo com reportagem do jornal O Estado de S. Paulo, o vídeo foi publicado no canal Programa Ciência Livre logo após a confirmação dos dois primeiros casos de coronavírus no Brasil.

Segundo Beny Schmidt, o coronavírus “não faz mal a ninguém”. As pessoas morreram de outras morbidades. A gente morre de hipertensão, de diabetes, de câncer, mas de coronavírus a gente não morre, por que Deus não quis, porque esse vírus não é letal”.

Após o vídeo viralizar, principalmente no WhatsApp, o médico o tirou do ar. Mas a gravação ainda circula pela internet.

Procurada pela reportagem do Estadão, a Unifesp não quis comentar o caso.

Prevenção

Os cuidados para reduzir o risco de contrair o coronavírus são básicos e incluem lavar as mãos frequentemente com água e sabão, usar desinfetante à base de álcool e evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.

Veja outras dicas:

-Ao tossir ou espirrar é recomendado cobrir a boca e nariz;

-Não tocar mucosas de olhos, nariz e boca de outra pessoa;

-Usar lenço descartável para higiene nasal;

-Não compartilhar objetos de uso pessoal;

-Manter o ambiente ventilado;

-Ao viajar para locais com circulação do vírus tomar cuidado para não entrar em contato com pessoas doentes e animais vivos ou mortos.

ilustração ensinando o jeito de lavar as mãos
Crédito: Catraca LivreLavar as mãos é a principal recomendação para prevenir o novo coronavírus

Compartilhe: