Menina quase perde a perna após contrair bactéria “come carne”

Doença causada por bactéria mata uma em cada três pessoas que a contraem

Por: Redação | Comunicar erro

As férias de uma menina de 12 anos na Flórida terminaram antes do previsto depois de ela ter sido infectada por uma bactéria rara, conhecida como “come carne” e que é normalmente encontrada na água. Segundo os médicos, o microrganismo causa uma doença chamada fasceíte necrotizante, que se espalha rapidamente e que tira a vida de uma em cada três pessoas que a contraem.

No Facebook, Michelle Brown, mãe de Kylei Brown, contou que a menina começou a sentir dor e inchaço na perna direita depois de passar um dia na praia. Com o passar do tempo, a dor aumentava e a garota passou a apresentar febre.

perna da menina com um curativo
Crédito: reprodução/FacebookMenina passou por 3 cirurgias e quase morreu

Após ser atendida em um hospital local e realizar exames, os médicos constataram que a perna de Kylei estava infectada pela bactéria.

Sobre a forma como a filha pode ter contraído a bactéria, Michelle afirmou: “Eu penso com todo o meu coração que ela foi infectada através de um arranhão no dedão do pé direito que sofreu enquanto visitava Pompano Beach em Destin, Flórida”.

I have spent the past few days contemplating on if I should publicly share Kylei’s situation. I have spent the past few…

Publicado por Michelle Brown em Segunda-feira, 24 de junho de 2019

Três cirurgias para eliminar bactéria

Por conta da gravidade da condição, a adolescente precisou passar por três cirurgias de emergência com o objetivo de eliminar a infecção. De acordo com a a mãe da menina, a bactéria estava movendo-se muito rapidamente, e se não fosse pela resposta rápida e pelo tratamento agressivo que recebia, ela teria que amputar a perna.

De acordo com a mãe, os médicos ainda não descartam novas operações e dizem que a sua total recuperação pode levar meses.

Fasceíte necrotizante

Fasceíte necrosante (FN) é uma  infecção bacteriana caracterizada por necrose extensa e rapidamente progressiva do tecido celular subcutâneo e da fáscia muscular, associada à gangrena de pele. Sem abordagem clínica imediata e tratamento precoce, a doença pode levar à morte.

ilustração que mostra bactérias no microscópio
Crédito: Raycat/istockBactéria causadora da fasceíte necrosante avança em poucos dias

Na maior parte dos casos, a extensão da lesão ocorre a partir de pequenos traumas, picadas de insetos ou incisões cirúrgicas.  O diagnóstico da FN é, muitas vezes, difícil de estabelecer, porém certas pistas podem ser obtidas a partir da história clínica, assim como lesões dos tecidos moles, cirurgia recente, úlceras ou uso de drogas ilícitas. Alcoolismo, diabetes, imunossupressão, foliculites também são condições associadas à fasceíte necrosante.

Além de dor intensa, os casos de fasceíte necrosante também apresentam edema grave. O tratamento é feito com antibióticos de amplo espectro e cirurgia para retirada do tecido necrosado.

Compartilhe:

1 / 8
1
03:29
O que os pais podem fazer para ajudar seus filhos
Qual a responsabilidade que os pais têm em relação a ansiedade que seus filhos sofrem? A Dra. Ana Escobar, pediatra e …
2
01:33
Secreção vaginal: quais são os tipos e o que eles indicam
Ter secreção vaginal é normal? A Dra. Marianne Pinotti, ginecologista e obstetra, fala sobre quais os tipos de secreção vaginal e …
3
02:27
Escolhas que trazem longevidade
Se você pudesse escolher viver até os 100 anos, o que você faria? O Dr. João Paulo Nogueira, médico e fundador …
4
02:11
É importante tomar a vacina da hepatite?
O que é hepatite? e qual a importância em se vacinar contra esta doença? O Dr. Gonzalo Vecina, médico e fundador …
5
02:10
Como cuidar da saúde dos olhos
A saúde dos olhos depende de algum fator específico? A história de que comer cenoura faz bem para a visão, …
6
02:15
Os 3 níveis de estresse infantil
Quais são os níveis de estresses que uma criança pode ter? Como eles são classificados? A Dra. Ana Escobar, pediatra e …
7
06:25
O que você precisa saber sobre o HPV?
Quais os sinais que indicam o HPV? E como se prevenir deste vírus? A Dra. Marianne Pinotti, ginecologista e obstetra, fala …
8
03:04
O que fazer para ter uma boa velhice?
Quais hábitos podemos ter para chegarmos bem a terceira idade? O Dr. João Nogueira, médico e fundador do Horas da Vida, …