Últimas notícias:

Loading...

Mulher morre após receber transplante de pulmões infectados com covid

O caso é considerado o primeiro documentado de SARS-CoV-2 transmitido através de órgãos doados

Por: Redação
Ouça este conteúdo

Uma mulher morreu em decorrência da covid-19 dois meses depois de receber um transplante e pulmões infectados com o coronavírus. A doadora carregava o vírus, mas era assintomática. O caso aconteceu em Michigan, nos EUA, no segundo semestre do ano passado.

O caso é considerado o primeiro documentado de SARS-CoV-2 transmitido através de órgãos doados, de acordo com um relatório do American Journal of Transplantation.

pulmões infectados com coronavírus
Crédito: Gilnature/istockMulher morre após receber pulmões infectados com coronavírus

A doadora era uma mulher que foi hospitalizada após acidente de carro e teve morte cerebral. As amostras de nariz e garganta coletadas rotineiramente de doadores de órgãos apresentaram resultados negativos para coronavírus.

A transplantada tinha doença pulmonar obstrutiva crônica e também testou negativo antes da cirurgia de transplante.

No terceiro dia após o transplante, a receptora apresentou piora da febre, pressão baixa e dificuldade para respirar. Quando ela desenvolveu um choque cético, os médicos pediram outro teste de coronavírus, que dessa vez deu positivo.

Os médicos então testaram novamente o doador em um laboratório da Universidade de Michigan – desta vez usando fluido retirado do fundo dos pulmões. O resultado também foi positivo.

Quatro dias após a operação, um cirurgião que realizou o transplante também apresentou resultado positivo para covid-19, mas se recuperou posteriormente.

Os médicos dizem que a transmissão inesperada de uma infecção do doador para o receptor é bastante rara e ocorre em menos de 1% dos pacientes. O caso levou a pedidos de testes mais completos de doadores de pulmão, com amostras colhidas de dentro dos órgãos do doador, bem como do nariz e da garganta.

Compartilhe: