Mulher realiza sonho de ser mãe aos 61 anos no Paraná

O menino nasceu com 47,5 centímetros e 3,4 quilos. A mãe e o bebê passam bem.

Por: Redação

Aos 61 anos, a técnica em enfermagem Ana Maria Pontelo Moreira realizou o sonho de ser mãe. Ela deu à luz um menino em Londrina, no norte do Paraná, na quarta-feira, 30, depois de cinco anos de tratamento.

O menino nasceu com 47,5 centímetros e 3,4 quilos. A mãe e o bebê passam bem.

Crédito: Reprodução/RPCA técnica em enfermagem Ana Maria teve o primeiro filho aos 61 anos

Ao G1, Ana Maria disse que antes de decidir pela fertilização in vitro ficou na fila para adotar uma criança, mas depois que se separou do marido decidiu engravidar.

Porém, para realizar o sonho de ser mãe foi preciso entrar na Justiça, já que o procedimento só é permitido para mulheres até 50 anos.

A gestação chegou até 39 semanas e Ian nasceu de cesariana.

“É um sonho realizado. O tratamento não foi fácil porque tem que tomar hormônios, gasta bastante e também tem muita gente que não acredita. Estou muito feliz”, disse emocionada Ana Maria.

Os riscos da cesariana

O Ministério da Saúde estima que, no Brasil, 25% a 30% dos partos sejam cesarianas. De acordo com pesquisa da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), 50% dos partos do país seriam cesáreas. Na rede particular, o índice chegaria a 88%.

Quando não é necessária, a cesariana pode representar mais perigo do que benefício. Além de ampliar cerca de 120 vezes a probabilidade de o bebê ter síndrome da angústia respiratória, a cesariana também triplica o risco de morte materna.

Compartilhe: