Pílula antes e depois do sexo podem evitar a Aids, diz estudo

Por: Redação

Estudo realizado pela Agência Nacional Francesa especializada em Aids (ANRS) sugere que ingerir o antirretroviral Truvada antes e depois do sexo sem proteção reduz o risco de transmissão do vírus HIV entre homens homossexuais em 86%.

Os 400 voluntários que fizeram parte do estudo tomaram o medicamento um dia antes e dois dias depois das relações sexuais com alto risco de contágio do vírus da Aids.

Foto: iStock / alexskopje
Foto: iStock / alexskopje

Até então, a Truvada era usado como medicamento preventivo e receitado só com um regime de um dia, e não como método efetivo aplicado no momento em que se tem a relação sexual.

Porém, os pesquisadores afirmam que os resultados ainda não são suficientes o bastante para mudar a forma da prescrição do medicamento.

“O estudo dá a primeira evidência de que um regime dirigido é efetivo entre homossexuais de alto risco com relações sexuais frequentes”, afirmou Jonathan Mermin, diretor do centro de controle e prevenção do HIV nos Estados Unidos.

Via UOL

Compartilhe: