Queda de cabelo em mulheres: saiba o que fazer para evitar

Tratamento exige uma investigação detalhada sobre as causas

Por: Redação
Mulher mostrando uma escova com vários fios presos nela
Crédito: Ipopba/istockTratamento para queda de cabelo exige uma investigação detalhada sobre as causas

Preocupação de muitas mulheres, a queda de cabelo excessivo pode ter origens diversas. Diferente do que o senso comum pode indicar, o problema não tem a ver com má circulação, folículos entupidos ou lavagem excessiva do cabelo. As causas costuma ter origem bem mais complexa. Fatores genéticos, alterações hormonais, estresse, alimentação inadequada, e até mesmo excesso de química são alguns dos exemplos que levam a uma alteração do ciclo normal do cabelo.

Uma das causas mais comuns, é a alopecia androgenética feminina – popularmente chamada de calvície. Como o próprio nome fala, é uma doença genética que tem como característica o afinamento progressivo dos fios que, em determinado momento, param de crescer completamente.

O problema acontece por conta da hipersensibilidade de receptores do couro cabeludo aos hormônios androgênios, como a testosterona. “Normalmente, a mulher produz quantidades pequenas deste hormônio, mas, após os 40 anos, pode haver um aumento significativo na sua produção, propiciando o desencadeamento do quadro. Ou, em outros casos, elas podem ser expostas ao hiperandrogenismo (aumento de hormônio masculino), contribuindo também com o desenvolvimento da condição”, explica o dermatologista Anderson Zei Damasceno, da Clínica Visia.

Há também certas doenças dermatológicas que resultam em um cenário parecido. “É o caso da alopecia areata, uma condição autoimune que ataca o folículo piloso, destruindo-o. Caracteriza-se pela perda de cabelo em áreas arredondadas ou ovais do couro cabeludo, chegando até a sua perda total”, explica o médico.

Além disso, processos irritativos, inflamatórios ou infecciosos do couro cabeludo poderão desencadear o processo de perda do cabelo. “Assim, o excesso de químicos, tinturas, secadores e traumas resultarão em maior perda de fios”, afirma o especialista. De acordo com ele, o estresse é outro fator que influencia. “Neste quadro, a pessoa libera substâncias mediadoras químicas que alteram os ciclos hormonais, levando ou desencadeando a perda capilar”, explica. “Uma alimentação pobre em vitaminas e nutrientes também pode comprometer a saúde dos fios. É o caso da falta de ferro e vitamina A no organismo”.

Tratamento exige investigação detalhada

Médico analisando o cabelo de uma paciente
Crédito: CasarsaGuru/istockTricoscopia é o exame que ajuda a analisar a saúde dos fios e do couro cabeludo

Hoje, existem inúmeras possibilidades. Tratamentos com laser capilar, aplicações de medicamentos no couro cabeludo (drug delivery) com microagulhamento ou laser, uso de medicamentos tópicos, reeducação alimentar e transplante de cabelo são alguns dos procedimentos disponíveis. Mas, antes de mais nada, é necessário realizar um diagnóstico e identificar a real causa do problema.

A tricoscopia, um exame simples e não invasivo, observa a situação dos fios e do couro cabeludo, usando um zoom superpotente que aumenta até 70 vezes o tamanho das estruturas capilares. De acordo com o médico, só assim é possível diagnosticar os distúrbios e direcionar o melhor tratamento.

Compartilhe:

1
Coronavírus: doença pode se tornar uma epidemia no Brasil?
Desde os primeiros rumores do surto de coronavírus na cidade de Wuhan, na China, em dezembro, uma enxurrada de informações …
2
Brasil registra primeira suspeita de coronavírus
Em nota, a Secretária de Saúde do Estado de Minas Gerais confirmou a primeira suspeita de coronavírus, doença misteriosa que …
3
Doença desconhecida preocupa médicos e autoridades na China
Uma pneumonia viral e com causas desconhecidas tem despertado a atenção de médicos, especialistas e autoridades na cidade Wuhan, região …
4
Fone de ouvido: o que ele pode causar na sua audição
Segundo informações da Organização Mundial da Saúde (OMS), quase 50% da população entre 12 e 35 anos corre o risco …
5
Câncer de próstata: saiba o que é e como se prevenir da doença
O câncer de próstata é o segundo tipo de tumor mais comum entre os brasileiros. De acordo com informações do …
6
03:38
Cuidados e prevenções para a saúde das mulheres
Dores menstruais parecem típicas, mas podem ser um sinal de endometriose.Hoje, a Dra. Luiza Cadioli, médica de família e comunidade, …
7
02:37
Saiba quais são os sintomas do Transtorno bipolar
O transtorno bipolar vai além das variações de humores.Hoje, o Dr. Jair de Jesus Mari, psiquiatra e professor da Unifesp, …
8
01:40
O que é a Fibromialgia e quais os sintomas?
Você já sentiu dores intensas em algumas partes do corpo?Hoje, a Dra. Luiza Cadioli, médica de família e comunidade, fala …