Últimas notícias:

Loading...

Rico é diagnosticado com infecção urinária; veja como prevenir

Influenciador revelou o problema aos colegas de confinamento e fez um alerta; veja os sintomas e como prevenir

Por: Redação

O peão Rico Melquiades, de “A Fazenda“, da Record TV, foi diagnosticado com infecção urinária após passar por atendimento médico no programa.

Ao voltar da consulta com médicos da Record, na última terça-feira, 23, ele fez um alerta aos demais participantes e recomendou que todos limpem a tampa do vaso sanitário com álcool em gel antes de usar.

rico
Crédito: Reprodução/TV RecordRico Melquiades passa por atendimento médico e é diagnosticado com infecção urinária em “A Fazenda”

“Pessoal, falar uma coisa aqui para as meninas, principalmente, né… A Sthefane falou que infecção urinária pega também por transmissão. Eu sempre levanto a tampa do vaso para fazer xixi, mas para se prevenir é bom vocês passarem álcool em gel sempre”, alertou o peão.

rico melquiades
Crédito: Reprodução/Record TV Peão fez um alerta sobre higiene aos colegas de confinamento

É possível pegar infecção urinária no vaso?

De acordo com o urologista Gustavo Battistetti, a infecção de urina normalmente é decorrente de bactérias do nosso próprio organismo, ou seja, não é transmissível.

A bactéria Escherichia coli, presente naturalmente no intestino e importante para a digestão, é a principal causadora do problema no aparelho urinário.

“Fatores que podem prevenir a infecção de urina é tomar muita água, não segurar o xixi, controlar o ressecamento intestinal, fazer xixi após relações sexuais, controle do peso e uso do papel higiênico sempre de frente pra trás”, orienta o médico.

Problema afeta mais as mulheres

O problema é ainda mais comum nas mulheres. Segundo a nefrologista e professora de Clínica Médica do curso de Medicina da  Universidade Positivo (UP), Mariane Rigo Laverdi, é considerado normal que a mulher tenha de três a seis episódios de infecção urinária por ano.

Isso acontece porque, no corpo feminino, a uretra é mais curta, o que favorece a ascensão de bactérias para a bexiga.

“É muito comum que as mulheres segurem a urina por muito tempo porque não encontram um banheiro adequado para urinar, por exemplo. Isso, combinado com a baixa ingestão de água, cria um ambiente ideal para a proliferação bacteriana”, explica a nefrologista e professora de Clínica Médica do curso de Medicina da  Universidade Positivo (UP), Mariane Rigo Laverdi.

infecção urinária
Crédito: Cihatatceken/istock Infecção urinária é mais comum nas mulheres

No caso dos homens, ao contrário, esse tipo de evento é bem menos frequente. “Normalmente, quando o homem tem infecção urinária, a reação imediata do médico é começar a investigar as causas. Mas, com as mulheres, isso só ocorre se houver sinais persistentes da doença”.

Mariane lembra que nem todas as infecções, no entanto, são causadas por bactérias. Alguns vírus, e até mesmo o estresse, podem prejudicar o trato urinário. Para descobrir a causa e determinar o melhor tratamento, é necessário realizar um exame de urina.

Sintomas e como evitar

Pessoas com infecção urinária apresentam necessidade frequente de urinar, ardência e dor ao urinar e sensação de não conseguir esvaziar a bexiga. “Mulheres com quadros um pouco mais graves também podem apresentar sangue na urina”, afirma a nefrologista.

O diagnóstico se dá por meio do exame de urina tipo 1 e, em determinados casos, exames complementares. Já o tratamento é com antibióticos, podendo variar de três dias até três semanas.

Compartilhe:

Tags: #Doença