Rompimento da barragem de Brumadinho deixa rastro de depressão

Casos de suicídio, bem como a prescrição de antidepressivos e ansiolíticos na rede pública de saúde, aumentaram na cidade depois de desastre

Por: Redação

Uma tragédia que soterrou vidas sob a lama. E gerou consequências drásticas para a natureza. Por sinal, o rastro de perdas decorrentes do rompimento da barragem de Brumadinho (MG) não se esgota. E atinge também a saúde mental dos que sobreviveram ao desastre ambiental ocorrido em 25 de janeiro. Afinal, a depressão e a ansiedade deixam suas marcas na região: aumentaram os casos de suicídio ou de tentativas e a quantidade de prescrições para antidepressivos e ansiolíticos, usados no tratamento dessas doenças.

Brumadinho submersa na lama da Vale: um rastro de depressão
Crédito: Foto: divulgação/Corpo de BombeirosBrumadinho submersa na lama da Vale: um rastro de depressão

Os dados são da Secretaria Municipal de Saúde de Brumadinho. No primeiro semestre de 2019, o número de tentativas de suicídio na cidade subiu 30% em relação ao mesmo período de 2018: passou de 30 para 39 – 11 entre homens e 28 entre mulheres.

Por sua vez, se, nos primeiros seis meses do ano passado, havia sido registrado 1 suicídio no município, neste ano foram 3, após o rompimento da barragem de Brumadinho.

A prescrição de remédios apresentou variações ainda mais alarmantes. O uso de antidepressivos por pacientes da rede pública de saúde cresceu 60% em agosto. A alta na utilização de ansiolíticos foi maior: 80%.

São pessoas que perderam familiares. Bens materiais. Suas lavouras. E, diante de tanto vazio causado pelo rompimento da barragem de Brumadinho, precisam de ajuda. Não apenas material, mas também emocional.

Leia também: Depressão: sintomas e tudo o que precisamos saber sobre a doença

1
Brasil registra primeira suspeita de coronavírus
Em nota, a Secretária de Saúde do Estado de Minas Gerais confirmou a primeira suspeita de coronavírus, doença misteriosa que …
2
Doença desconhecida preocupa médicos e autoridades na China
Uma pneumonia viral e com causas desconhecidas tem despertado a atenção de médicos, especialistas e autoridades na cidade Wuhan, região …
3
Fone de ouvido: o que ele pode causar na sua audição
Segundo informações da Organização Mundial da Saúde (OMS), quase 50% da população entre 12 e 35 anos corre o risco …
4
Câncer de próstata: saiba o que é e como se prevenir da doença
O câncer de próstata é o segundo tipo de tumor mais comum entre os brasileiros. De acordo com informações do …
5
03:38
Cuidados e prevenções para a saúde das mulheres
Dores menstruais parecem típicas, mas podem ser um sinal de endometriose. Hoje, a Dra. Luiza Cadioli, médica de família e comunidade, …
6
02:37
Saiba quais são os sintomas do Transtorno bipolar
O transtorno bipolar vai além das variações de humores. Hoje, o Dr. Jair de Jesus Mari, psiquiatra e professor da Unifesp, …
7
01:40
O que é a Fibromialgia e quais os sintomas?
Você já sentiu dores intensas em algumas partes do corpo? Hoje, a Dra. Luiza Cadioli, médica de família e comunidade, fala …
8
04:15
Quais são os sintomas que indicam diabetes?
Você sente uma fome excessiva, mas não consegue identificar o por quê? Hoje, a Dra. Luiza Cadioli, médica de família e …