Saiba por que a próxima segunda não é dia para pensar em dieta

Todo transtorno alimentar, como anorexia nervosa, bulimia e compulsão, começa implacavelmente com um regime

Por: Marcela Kotait | Comunicar erro
homem na balança segurando um hamburguer e um prato de comida
Crédito: AndreyPopov/istockData serve para rever nossa relação com a comida e com o nosso corpo

O dia 6 de maio não é uma data qualquer. Desde 1992 comemora-se o Dia Internacional sem Dieta. É isso mesmo: diferente das famosas segundas-feiras, conhecidas por ser o dia oficial da privação alimentar, a próxima será diferente: várias pessoas sairão às ruas com fitinhas azuis dedicadas à conscientização sobre os riscos de se fazer regime.

É importante esclarecer que comer sem regras rígidas não significa apologia à obesidade ou à permissividade alimentar. Ao contrário, o Dia Internacional sem Dieta busca valorizar nossa autonomia para escolher o mais adequado, de acordo com a situação, a fome e a saciedade.

A data também tem como objetivo questionar padrões de beleza e a busca pelo corpo perfeito. A maioria absoluta das pessoas não consegue atingir as formas corporais vendidas pela mídia. Conforme a Organização Mundial da Saúde (OMS), 95% daqueles que faz regime restritivo para perda de peso recupera o que perdeu em alguns anos.

close no corpo de 3 mulheres
Crédito: Delmaine Donson/istockSaúde existe em todos os tamanhos de corpos

E se engordar de novo fosse o único problema das dietas, não seria tão ruim. Muitas pessoas adoecem por consequência. Todo transtorno alimentar, como anorexia nervosa, bulimia e compulsão, começa implacavelmente com um regime.

Por isso ter sensibilidade sobre a discriminação do corpo gordo é fundamental. Saúde existe em todos os tamanhos. Respeitar a pluralidade de formas promove qualidade de vida e bem-estar.

Para comemorar, proponho que na próxima segunda você tire o dia para rever sua relação com a comida e com o seu corpo, especialmente se você está de dieta.

Texto escrito pela nutricionista Marcela Kotait

1 / 8
1
02:37
A primeira vez no ginecologista
A Dra. Marianne Pinotti, ginecologista e obstetra fala sobre a primeira consulta no ginecologista. Tem um momento exato para a primeira …
2
03:53
Decisão da Anvisa deve liberar a maconha medicinal no país
A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou duas propostas que podem liberar a maconha para fins medicinais e científicos …
3
02:51
O que é o projeto Cuide-se
Em parceria com a ONG Horas da Vida, o Catraca Livre produz vídeos com especialistas para dar dicas de saúde. No …
4
02:18
Vacina contra a gripe é liberada para toda a população
O Ministério da Saúde estendeu a campanha de vacinação contra a gripe para toda a população enquanto durarem estoques dos …
5
05:00
Quais os sintomas que a maconha pode trazer?
Dr. Jair de Jesus Mari, professor titular de psiquiatria da UNIFESP , fala sobre os sintomas que o uso de …
6
03:19
Natureza contra a depressão
A depressão é uma das doenças mais comuns do mundo moderno em grandes cidades e a falta de contato com …
7
02:42
Reconheça facilmente os níveis da depressão
Dr. Jair de Jesus Mari, professor titular de psiquiatria da UNIFESP , fala sobre os principais sinais da ansiedade. Esse vídeo …
8
03:20
Saiba o que é a doença “Pescoço de Texto”
Juliana Santos, Terapeuta Manual de dores crônicas e agudas fala sobre a doença de Pescoço de Texto. Esse vídeo faz parte …