Um tempero retarda o envelhecimento em semanas, segundo Harvard

O alimento contém propriedades antioxidantes e acabou sendo reconhecido em pesquisas da Universidade de Harvard

Harvard revela alimento que retarda o envelhecimento
Créditos: iStock/agrobacter
Harvard revela alimento que retarda o envelhecimento

Conhecida por suas propriedades medicinais e presença marcante na culinária indiana, a cúrcuma está sendo apontada por pesquisadores da Universidade de Harvard como um potencial aliado na luta contra o envelhecimento.

O superalimento, que também é conhecido como açafrão-da-terra no Brasil, parece ter mais benefícios do que se imagina.

O que a ciência diz sobre os benefícios da cúrcuma?

A cúrcuma, essa especiaria de cor vibrante e sabor distinto, vem sendo objeto de estudos científicos devido às suas diversas propriedades benéficas à saúde.

Ricamente dotada de curcumina, um composto bioativo, ela oferece não apenas qualidades culinárias, mas também amplas vantagens terapêuticas.

Pesquisas indicam que seu uso regular pode aumentar a capacidade antioxidante do corpo, promover uma resposta anti-inflamatória saudável e até mesmo melhorar a saúde cerebral.

O que fazer para retardar o envelhecimento?

Harvard, em suas pesquisas, destaca o papel da cúrcuma no combate aos radicais livres e no suporte à integridade celular, retardando os marcadores típicos do envelhecimento.

Segundo uma publicação no site Harvard Health Publishing, do autor Robert H. Shmerling, o consumo da cúrcuma pode ser diário e os efeitos costumam aparecer depois de seis semanas.

Outros benefícios da cúrcuma para a saúde

A lista de benefícios da cúrcuma vai além do anti-envelhecimento. Estudos apontam que ela também pode ser eficaz no alívio de sintomas de artrite e na melhoria da digestão. E também na redução do risco de doenças cardíacas.

Ainda conforme especialistas de Harvard, ela também ajuda na melhora da circulação sanguínea e na redução do colesterol.

Isso porque a curcumina presente nela ajuda a reduzir o colesterol LDL (o “mau” colesterol) e aumenta o HDL (o “bom” colesterol), promovendo a saúde cardiovascular.

Como incorporar a cúrcuma na sua dieta diária?

Integrar a cúrcuma na alimentação é mais simples do que parece. Pode ser usada em pó para temperar carnes, legumes ou para fazer o famoso “leite dourado”, uma bebida reconfortante e antioxidante.

Além disso, a cúrcuma também está disponível em forma de suplementos, o que facilita sua inclusão regular na dieta, especialmente para aqueles com uma rotina mais agitada.

Embora os benefícios da cúrcuma sejam promissores, é fundamental consumi-la dentro de uma dieta balanceada e consultar um especialista, especialmente em casos de condições de saúde preexistentes ou uso de medicamentos contínuos.

A cúrcuma, como superalimento, demonstra potencial significativo, mas o consumo deve ter moderação.