Tomar café em excesso aumenta risco de pressão alta

De acordo com estudo da USP, mais que três xícaras da bebida por dia pode representar um risco para pessoas predispostas à hipertensão

Por: Redação

O hábito de tomar café em excesso pode ser prejudicial não somente para o estômago. Um estudo realizado pela Universidade de São Paulo (USP) concluiu que consumir mais do que três xícaras da bebida, o equivalente a 150 ml, por dia aumenta em até quatro vezes a chance de pessoas geneticamente predispostas a apresentarem pressão alta.

O trabalho, que foi publicado na revista científica “Clinical Nutrition”, da Sociedade Europeia de Nutrição Clínica e Metabolismo, analisou fatores genéticos, consumo de café e níveis de pressão arterial de 533 pessoas, com mais de 20 anos.

café na xícara
Crédito: Cokada/istockDose segura de café é 150 ml

Na pesquisa, foram considerados como pressão alta valores acima de 140 por 90 milímetros de mercúrio (14 por 9). De acordo com os pesquisadores, a dose de até 150 ml por dia não está associada significativamente ao risco aumentado de pressão alta, mesmo em pessoas predispostas. O problema é que quando ultrapassa isso.

Por outro lado, os pesquisadores observaram que três xícaras de café por dia pode prevenir a calcificação da artéria coronária e ser benéfico à saúde cardiovascular. Isso se explica pela presença de polifenóis, compostos bioativos, que estão presentes em abundância no café.

De acordo com a American Heart Association, o consumo moderado de café por indivíduos saudáveis não aumenta o risco de doenças cardíacas.

Crédito: Tchor1974/ istockEstudo observou que três xícaras de café por dia pode ser benéfico ao coração

Compartilhe: