Vírus H1N1 já matou 71 pessoas este ano; tire suas dúvidas sobre a vacinação

Por: Redação Comunicar erro

O Boletim Epidemiológico de Influenza do Ministério da Saúde divulgado na segunda-feira, 4, revelou que o vírus H1N1 já é responsável por metade dos casos de gripes registrados no país. O subtipo influenza A já provocou 71 mortes nos três primeiros meses deste ano.

No ano passado foram 36 mortes por H1N1 no país. São Paulo teve o maior número de óbitos: 55. Também foram registradas mortes Santa Catarina (3), Ceará (2), Bahia (2), Minas Gerais (2), Mato Grosso (1), Mato Grosso do Sul (1), Goiás (1), Rio de Janeiro (1), Pará (1) e Rio Grande do Norte (1).

Uma das formas de prevenir o contágio é a vacina contra a gripe, que está disponível na rede pública de saúde para gestantes, pessoas com 60 anos ou mais, profissionais de saúde, mulheres que tiveram filhos a menos de 45 dias, crianças de 6 meses a 5 anos de idade, pessoas com doenças crônicas e à população indígena.

A campanha nacional de vacinação contra influenza começa no dia 30 de abril e vai até 20 de maio. Alguns estados, como São Paulo, anteciparam a campanha em razão do crescimento de casos ainda no verão. Até 29 de março, foram registradas 59 mortes por gripe e 465 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave no estado. Desse total, 372 casos e 55 mortes foram relacionadas ao vírus da gripe A (H1N1).

Quem mora na cidade de São Paulo pode consultar neste link o endereço do posto de saúde mais próximo da sua casa.

Em clínicas particulares, já está disponível a vacina trivalente contra influenza de 2016. Já a vacina tetravalente – que além de proteger contra o H1N1, o H3N2 e a Influenza B também protege contra uma segunda cepa da Influenza B – ainda começa a ser distribuída.

Alguns convênios médicos cobrem a vacina. Consulte sua operadora para ver se seu plano oferece essa cobertura.

Tipos de vacina

Existem três tipos de vacinas contra influenza:
– vacinas de vírus fracionados;
– vacinas de subunidades;
– vacinas de vírus inteiros.

No Brasil, utilizam-se apenas as vacinas de vírus fracionados ou de subunidades. Qualquer um desses dois tipos pode ser utilizado em todas as idades. Na composição das vacinas entram antibióticos, tais como a neomicina e a polimixina, e o timerosal como conservante. As vacinas contra influenza têm sido fornecidas em seringas já preparadas com 0,25ml e 0,5ml, bem como em frascos multidoses.

Sintomas de gripe H1N1
Os sinais e sintomas da gripe H1N1 são muito parecidos com os da gripe comum, mas podem ser um pouco mais graves e costumam incluir algumas complicações também. Veja:

-Febre alta
– Tosse
– Dor de cabeça
– Dores musculares
– Falta de ar
– Espirros
– Dor na garganta
– Fraqueza
– Coriza
– Congestão nasal
– Náuseas e vômitos
– Diarreia

As complicações decorrentes da gripe H1N1 são comuns em pessoas jovens, o que é bastante difícil de acontecer em casos de gripe comum.

A insuficiência respiratória é um sintoma frequente da gripe H1N1 que não é devidamente tratada. Em casos graves, ela pode levar o paciente à morte.

Prevenção
A prevenção de gripe H1N1 segue as mesmas diretrizes da prevenção de qualquer tipo de gripe, só que o cuidado deve ser redobrado:

– Evite manter contato muito próximo com uma pessoa que esteja infectada
– Lave sempre as mãos com água e sabão e evite levar as mãos ao rosto e, principalmente, à boca
– Leve sempre um frasco com álcool-gel para garantir que as mãos sempre estejam esterilizadas
– Mantenha hábitos saudáveis. Alimente-se bem e coma bastante verduras e frutas. Beba bastante água
– Não compartilhe utensílios de uso pessoal, como toalhas, copos, talheres e travesseiros
– Se achar necessário, utilize uma máscara para proteger-se de gotículas infectadas que possam estar no ar
– Evite frequentar locais fechados ou com muitas pessoas
– Verifique com um médico se há necessidade de tomar a vacina que já está disponível contra a gripe H1N1

Leia mais informações sobre a vacina da gripe no site Minha Vida.

Esclareça suas dúvidas sobre o vírus da gripe H1N1

Compartilhe:

1
03:38
Cuidados e prevenções para a saúde das mulheres
Dores menstruais parecem típicas, mas podem ser um sinal de endometriose. Hoje, a Dra. Luiza Cadioli, médica de família e comunidade, …
2
02:37
Saiba quais são os sintomas do Transtorno bipolar
O transtorno bipolar vai além das variações de humores. Hoje, o Dr. Jair de Jesus Mari, psiquiatra e professor da Unifesp, …
3
01:40
O que é a Fibromialgia e quais os sintomas?
Você já sentiu dores intensas em algumas partes do corpo? Hoje, a Dra. Luiza Cadioli, médica de família e comunidade, fala …
4
04:15
Quais são os sintomas que indicam diabetes?
Você sente uma fome excessiva, mas não consegue identificar o por quê? Hoje, a Dra. Luiza Cadioli, médica de família e …
5
04:43
Quais são os sintomas da Esquizofrenia?
A esquizofrenia é um dos tipos da psicose, que é um sintoma que descreve condições que afetam a mente. Hoje, o …
6
03:10
Como os fatores sociais impactam a expectativa de vida
Saneamento básico e desemprego são alguns dos fatores que podem impactar diretamente com a nossa longevidade. Hoje, a Dra. Aline de …
7
01:28
Psicose: saiba como identificar
Pensamentos vagos e incoerentes? Como identificar um surto psicótico? Hoje, o Dr. Jair de Jesus Mari, fala sobre os sintomas da …
8
02:11
Saiba como identificar os sintomas da diverticulite
A diverticulite tem se tornado uma doença comum, principalmente para pessoas acima dos 60 anos. Hoje, o Dr. Raul Cutait, médico …