Últimas notícias:

Loading...

4 destinos de natureza para não aglomerar nos feriados de 2021

Sugestões para se isolar nas folgas deste ano, em segurança e com responsabilidade

Ouça este conteúdo

Quem gosta de aproveitar os feriados para viajar sabe o tanto de oportunidade que se perdeu em 2020 devido ao isolamento social imposto pela pandemia do novo coronavírus, que completou um ano por aqui.

Hoje, com a reabertura de muitas áreas de conservação, já dá para organizar algumas viagens nos feriados de 2021, desde que com responsabilidade. “Quem viaja de máscara, higienizando as mãos, tomando todos os cuidados e evitando aglomerações enfrenta menos risco que quem não faz isso em sua própria cidade”, aponta Luísa Dalcin, diretora de comunicação do buscador de voos Viajala.

Chapada Diamantina feriados
Crédito: Jeilson/iStockPoço Encantado é uma das atrações da Chapada Diamantina

“É natural que, depois de tanto tempo de isolamento, a gente fique com medo de viajar. A melhor forma de superar isso é escolhendo bem o tipo de deslocamento, o destino e a hospedagem”, aponta.

O melhor é viajar de carro ou de avião, especialmente voos curtos para cidades próximas, primando sempre pelos voos diretos. O melhor tipo de destino no momento é o de natureza: é hora de priorizar parques, montanhas, trilhas e cachoeiras e não museus, mercados fechados ou pontos turísticos concorridos.


#DicaCatraca: sempre lembre de usar a máscara de proteção, andar com álcool em gel, respeitar o distanciamento social e sair de casa somente se necessário! Caso pertença ao grupo de risco ou conviva com alguém que precise de maiores cuidados, evite passeios presenciais. A situação é séria! Vamos nos cuidar para sair desta pandemia o mais rápido possível. Combinado?


Quanto à hospedagem, é bom escolher casas de temporada ou pousadas com pouco fluxo de gente nas áreas comuns, evitando grandes resorts ou hostels que podem ter aglomerações. “Para se sentir mais seguro, o viajante pode entrar em contato com o local e perguntar sobre os protocolos de segurança. Vale a pena saber como estão lidando com as refeições em áreas comuns, por exemplo”, indica a executiva do Viajala.

A escolha do destino também demanda atenção, especialmente em feriados, quando a tendência é que os locais fiquem mais cheios de turistas. “Quem quer tranquilidade e descanso pode trocar o plano de ir para a praia – já que as praias costumam ser muito visadas em feriadões – por uma visita a um parque nacional para recarregar as energias”, recomenda.

Confira abaixo 4 áreas de conservação (parques nacionais, estaduais, montanhas…) para conhecer e se isolar completamente nos feriados de 2021:

Monte Roraima

feriados de 2021
O passeio do Monte Roraima costuma durar 7 dias, sendo 4 de caminhada

A primeira opção é para os fortes, que querem se isolar completamente da civilização. Não pense que este é um destino de descanso: O Monte Roraima, localizado na Serra de Pacaraima, na tríplice fronteira entre Brasil, Venezuela e Guiana, vai fazer você suar.

O passeio mais comum é o de sete dias, sendo quatro deles de pura caminhada (entre subida e descida do monte), acampando pelo caminho.

Para chegar lá, voe até Boa Vista. De lá, parta para Santa Elena, já na Venezuela, e siga por uma aldeia indígena. É recomendado contratar um guia ou uma empresa para facilitar a viagem.

Parque Nacional da Serra dos Órgãos

feriados de 2021
Crédito: Getty Images/iStockphotoParque Bacional da a Serra dos Órgãos, com o pico “Dedo de Deus”

Saímos de um dos pontos mais extremos do Brasil e vamos para um Parque Nacional de fácil acesso, para quem quer se isolar perto de casa: a Serra dos Órgãos fica a 80 quilômetros do Rio de Janeiro, tem fácil acesso, estrutura e trilhas leves que levam a belíssimos mirantes diferentes.

O parque fica em Teresópolis, na região serrana do Rio, o que melhora ainda mais a experiência: há várias pousadas e casas de temporada nos arredores, com belas vistas do parque e aquele ar gostoso de serra.

A maneira mais fácil de chegar até o parque Serra dos Órgãos é alugando um carro no Rio de Janeiro e fazendo o percurso por terra, ou pegando um ônibus até Teresópolis e cobrindo os trajetos locais de táxi.

Parque Estadual do Jalapão

Crédito: PixabayJalapão, um dos destinos mais isolados do Brasil

A região do Jalapão, no Tocantins, é um conjunto de cinco áreas de conservação, incluindo o parque estadual de mesmo nome. Ao todo, são 34 mil quilômetros quadrados com cachoeiras cristalinas, piscinas naturais, chapadões e dunas alaranjadas de até 40 metros de altura.

O acesso é relativamente difícil e a estrutura também afasta alguns turistas: não há sinal de telefone nos arredores do parque, por exemplo. Os passeios são feitos em grupo, mas costumam ser poucos por vez e é comum encontrar o parque completamente vazio.

Para chegar lá, voe até a capital Palmas. De lá, contrate um passeio ou alugue um carro 4×4 (devido às más condições das estradas) para viajar até Ponte Alta do Tocantins, a principal porta de entrada para o Jalapão.

Parque Nacional da Chapada Diamantina

Chapada Diamantina, Destinos de Carnaval
Crédito: IStockMorro do Pai Inácio, na Chapada Diamantina

Nem só de praia vive o Nordeste no feriadão e nem só de carnaval vive a Bahia. A região da Chapada Diamantina tem, além de trilhas, cachoeiras, grutas e poços de águas claras, as maiores altitudes da Região Nordeste: o Pico do Barbado, o Pico do Itobira e o Pico das Almas.

Por estar bem acima do nível do mar, as temperaturas são mais baixas do que no resto do estado. Os termômetros da cidade de Piatã, por exemplo, já marcaram 3ºC.

Além das belezas naturais, a base para visitar a Chapada Diamantina é a cidadezinha histórica de Lençóis, onde estão os restaurantes e hotéis. O lugar é charmoso, colorido e aconchegante e, diferente de outras cidades históricas como Paraty e Ouro Preto, tem uma vantagem: a animação e a culinária baiana.

Para visitar a região, é possível voar de Salvador a Lençóis, mas é bom saber que os voos ocorrem apenas 2 vezes por semana e costumam ter preços elevados. Quem quiser partir de Salvador por terra pode pegar um ônibus com destino a Lençóis. O trajeto dura 7 horas.

Em parceria com Viajala Brasil

O Viajala é um metabuscador de voos que compara preços de companhias aéreas e agências de viagens, permitindo que você escolha a passagem mais barata sem custo e sem taxas adicionais.