Últimas notícias:

Loading...

5 dicas para voltar a viajar de avião em segurança

Mesmo com a vacinação, os cuidados ainda devem permanecer, seja no avião ou em qualquer lugar.

Nas últimas semanas, os viajantes brasileiros veem recebendo boas notícias: países que passaram meses com as fronteiras fechadas devido a covid-19 estão reabrindo. Além disso, as vacinas aplicadas aqui já estão sendo aceitas por muitos países, o que já dá para pensar em voltar a viajar de avião.

É muito claro que o avanço da vacinação está enchendo o  brasileiro de esperanças para um reencontro com a normalidade.

5 dicas para voltar a viajar de avião em segurança
Crédito: Chalabala/iStock5 dicas para voltar a viajar de avião em segurança

“Com o tempo e o conhecimento sobre a doença e o contágio, vamos nos sentindo mais seguros para viajar, especialmente para destinos onde o foco são atividades ao ar livre, onde o risco de infecção é bem mais baixo”, aponta Luísa Dalcin, diretora de comunicação do buscador de voos Viajala.com.br.

“É possível que haja uma retomada muito forte das viagens nos próximos meses, quando a população adulta estará totalmente vacinada e voltará a planejar as viagens que cancelou no último ano”, acredita a executiva.


#DicaCatraca: sempre lembre de usar a máscara de proteção, andar com álcool em gel, respeitar o distanciamento social e sair de casa somente se necessário! Caso pertença ao grupo de risco ou conviva com alguém que precise de maiores cuidados, evite passeios presenciais. A situação é séria! Vamos nos cuidar para sair desta pandemia o mais rápido possível. Combinado?


Mesmo com a vacinação, os cuidados ainda devem permanecer, seja no avião ou em qualquer lugar. É possível minimizar ainda mais os riscos de contágio com responsabilidade, paciência e usando os equipamentos adequados.

Com isso em mente, o Viajala separou 5 dicas para que a volta das viagens de avião seja segura.

1 – Use a máscara correta no voo

Segundo uma regulamentação da Anvisa de março de 2021, algumas máscaras são proibidas para viajar de avião por não serem consideradas seguras o suficiente. Na teoria, as viagens são autorizadas somente para passageiros que estiverem usando:

  • máscaras cirúrgicas simples;
  • máscaras profissionais NF95 ou PFF2
  • máscaras não profissionais de tecido duplo, mais grossas
Crédito: DivulgaçãoAlgumas máscaras não são permitidas em aeroportos e aviões no Brasil

Não são permitidos nos aeroportos: máscaras de tecido de apenas uma camada, máscaras com válvulas de expiração (que permitem a saída de partículas), face shield (sem máscara permitida por baixo) e bandanas. Apesar das orientações de uso de máscara, não há controle ou punição para quem as descumpre. “A equipe de comissários não consegue ficar em cima de todos os passageiros 24 horas, cobrando que cumpram as regras, e a responsabilidade por fazê-lo acaba sendo individual”, aponta Luísa.

De qualquer forma, é importante fazermos nossa parte e usarmos as máscaras mais seguras, para a nossa proteção e a dos demais. Na hora de viajar, não pense se haverá ou não fiscalização. Pense na segurança: escolha uma máscara recomendada e dê preferência para as do tipo NF95 ou PFF2, que são ainda mais eficazes contra a covid-19.

2 – Observe a fila à distância, mesmo que demore para embarcar

O momento do embarque é sempre aquela aglomeração: muita gente em pé, filas misturadas, etc. Sabemos que dá vontade de entrar logo no avião e evitar esse estresse do portão.

Porém, em tempos de covid, temos que segurar esse ímpeto. Se a fila está aglomerada, é possível que a aglomeração siga até o corredor do avião, com pessoas muito próximas umas das outras.

Uma estratégia pode ser ficar um pouco distante da bagunça, observando o andar do embarque e optando por embarcar mais para o final do processo, quando o movimento já está tranquilo. Mas fique atento para não esperar demais e perder o voo, hein?

3 – Guarde a sede e a fome para depois

Não adianta nada estar com uma máscara potente e segura se for para ficar tirando-a durante o voo para comer e beber, não é mesmo?

viajar de avião
Crédito: Weenab/iStockEvite voos longos ou com conexão

Organize seu tempo para conseguir se alimentar e se hidratar antes do embarque, mesmo que seja no próprio aeroporto, em um local com pouco movimento. Assim, você estará protegido o voo inteiro, sem retirar a máscara.

4 – Evite voos longos ou com conexão

Em um voo, você já passa obrigatoriamente por, no mínimo, dois aeroportos: o de chegada e o de saída. A cada conexão, você inclui mais um aeroporto na lista. Aeroportos costumam ser lugares fechados com muita gente, vinda de todos os lugares, inclusive do exterior, e a chance de aglomeração existe.

Também é um local de retirada de máscaras para alimentação, já que é onde todo mundo costuma lanchar antes ou depois do voo. Ou seja: quanto menos tempo ficarmos dando sopa em aeroportos, mais seguro é.

Enquanto isso, em voos longos, devido ao cansaço e à necessidade de alimentação e hidratação, é comum que as pessoas acabem tirando suas máscaras.

Lembramos que as empresas intensificaram a limpeza da aeronave e confiam também no filtro Hepa, que renova o ar da cabine a cada três minutos e remove mais de 99% dos vírus e bactérias. Mesmo assim, diminuir o tempo de viagem é a melhor opção para minimizar o risco de contágio durante a jornada.

viajar de avião
Crédito: DivulgaçãoCom o avanço da vacinação e a reabertura de vários países, os brasileiros já sonham com a possibilidade de poder voltar a viajar de avião para o esterior

5 -Fuja dos horários de pico e dos destinos  concorridos

Essa regra vale com ou sem pandemia: se você prefere aeroportos tranquilos, sem muita gente, evite os momentos de pico, quando todo mundo corre para o aeroporto.

São exemplos de momentos de pico:

  • As sextas-feiras, quando todos estão viajando para o fim de semana;
  • As segundas-feiras de manhã, quando todos estão retornando;
  • Os dias anteriores e seguintes a feriados prolongados;
  • Datas familiares como Dia das Mães, Dia dos Pais;
  • Meses de férias como julho, dezembro, janeiro.

Para encontrar destinos mais vazios, é bom viajar de segunda a sexta e evitar feriados. Se puder tirar alguns dias de folga, não hesite em fazê-lo, especialmente durante a pandemia. É mais provável que você encontre um nível mais adequado de distanciamento social (no aeroporto, no avião, no próprio destino…) durante a semana.

Dica bônus: vacine-se!

O Brasil só vai voltar a ter vida normal quando a maioria da população estiver vacinada com as duas ou três doses contra a covid-19. Para voltar a viajar em segurança, vacine-se. Insista com seus familiares para que se vacinem também. E não deixe de tomar a sua segunda dose, ou terceira, se necessária, combinado?

Em parceria com Viajala Brasil

O Viajala é um metabuscador de voos que compara preços de companhias aéreas e agências de viagens, permitindo que você escolha a passagem mais barata sem custo e sem taxas adicionais.