Últimas notícias:

Loading...

Brasileiro já viajou 20 mil km de bicicleta pela América do Sul

Aventura do designer Luis Antonio da Cunha deve virar livro

Por: Redação

Depois de passar quase três anos viajando de bicicleta pela América do Sul com apenas uma mochila e alguns equipamentos , o designer paulistano Luis Antonio da Cunha, 26 anos, agora se prepara para encarar mais um desafio: pedalar até o México.

No roteiro, Luis passará por regiões em conflito, por selvas e até vulcões ativos, percorrendo oito países.

Cicloturismo
Crédito: Arquivo pessoalO designer paulistano Luis Antonio da Cunha já pedalou 20 mil km de bicicleta pela América do Sul

“Viajar com apenas alguns pertences amarrados a uma bicicleta não é fácil, mas é uma experiência única”, diz Luis, que está em busca de patrocínios de marcas de produtos sustentáveis para essa nova etapa do projeto.

O objetivo é contar com o apoio de empresas que ofereçam produtos ecologicamente corretos, economicamente viáveis, socialmente justos e culturalmente diversos.

Para ajudar a custear a primeira etapa de viagem, Luis intercalou longos períodos de bicicleta, quando chegava a pedalar 120 km por dia, a alguns dias de descanso/trabalho nas cidades, quando aproveitava para conhecer melhor a região e ganhar algum dinheiro.

“Já trabalhei ao longo do caminho como designer, professor de surf, camareiro, barman, agricultor e na área da construção”, lembra, que é tema frequente de reportagens nas regiões onde passa e que também recebe a solidariedade da população, que abre as portas de suas casas para receber o brasileiro.

Pela América do Sul

cicloturismo
Crédito: Arquivo pessoalNos últimos 3 anos, Luis tem pedalado pela América Latina com apenas alguns pertences amarrados em uma bicicleta

Sua aventura começou em 2016, quando Luis, que é formado em desenho industrial, se deparou com um mercado de trabalho difícil e uma vida sem muitas perspectivas. Surgiu, então, a ideia de fazer essa viagem e realizar seu sonho de conhecer a América Latina.

Luis conta que abraçou a chance e, desde então, tem conhecido novas culturas em uma viagem por paisagens deslumbrantes e, ao mesmo tempo, cheia de perigos.

cicloturismo
Crédito: Arquivo pessoalNa região da Campanha Gaúcha

Depois de passar por diversas cidades e lindas paisagens do Brasil, ele avançou pelo Uruguai, cruzou a fronteira com a Argentina de leste a oeste pelos pampas e montanhas, pedalou pelo deserto do Atacama, no Chile, conheceu os impressionantes contrastes paisagísticos e sociais na Bolívia.

Regressou, então, ao Brasil pelo centro-oeste, em 2017, e pedalando por Rondônia e Acre, chegou ao Peru, país que percorreu de ponta a ponta pelas montanhas e vales amazônicos.

Na sequência, percorreu o Equador entre as montanhas andinas e o litoral, e viajou pelo ocidente colombiano, até seguir de barco para o Panamá, onde pedalou mais 120 km, totalizando 9 países conhecidos em sua bicicleta.

Depois de uma pausa em São Paulo, Luis embarca de avião com sua bike para o Panamá (onde parou sua aventura) no dia 28 de janeiro.

A aventura poderá ser acompanhada no site A vida virou um risco e pelo Facebook e Instagram.