Chepu, encontro do rio com oceano, ventos, bruxos e aventureiros

Por: Redação | Comunicar erro
Chepu - Chiloé
Oceano Pacífico … de pacífico não tem nada

É domingo, 22. Maio de 1960. Faz uma tarde fria, o céu cinzento, às 15h, cobre a cidade de Valdivia, Chile. Minutos mais tarde a terra treme como nunca jamais visto até hoje. O sismo de 9,5 graus na escala Richter, correspondente a um cataclismo, atingiu todo o sul do país. Dez minutos após duas ondas gigantescas varriam o litoral chileno, e horas depois alcançaram Japão, Havaí e Filipinas.

Para completar a catástrofe, o terremoto foi estopim, no dia seguinte, da erupção do vulcão Puyehue. E mais, as réplicas dessa ruptura tectônica duraram um ano, chegando quase a cancelar a Copa do Mundo de Futebol de 1962 que seria realizada em Santiago.

Arquipélago de Chiloé
Vista aérea de uma das ilhas de Chiloé

Foi esse fato histórico que me motivou conhecer a Ilha Grande de Chiloé, uma das regiões mais atingidas pelo terremoto. É fácil localizar a ilha no mapa chileno. Ela se situa no ponto exato que a Cordilheira dos Andes se despedaça no Pacífico criando uma geografia de ilhas, canais e fiordes.

Segunda maior ilha do Chile, depois da Terra do Fogo, Chiloé teve sua topografia seriamente modificada pelo abalo sísmico, sendo que em alguns lugares a terra baixou mais de um metro, fazendo com que as águas do Oceano inundassem totalmente os bosques valdivianos.

Chepu - Chiloé
Confluência do rio Chepu com o Pacífico

Meu primeiro destino em Chiloé foi Chepu, noroeste da ilha, confluência do rio de mesmo nome com o Pacífico. Naveguei por quase uma hora ao lado do barqueiro Afonso e do guia Gonzalo, do Hotel Tierra Chiloé, e comentamos que deveria ser um grande gozador aquele que batizou o oceano de Pacífico, pois de calmo não tem nada. Ainda mais ali, onde os ventos do Norte e Oeste se cruzam e criam vendavais e tempestades ciclônicas. Mas não essa a natureza que desejava conhecer?

Praia Guabil - Chiloé
Trilha entre bosques valdivianos para chegar à Praia Guabil

Meu primeiro pitstop depois de navegar por quase uma hora pelo Chepu e caminhar por trilhas entre bosques nativos foi a praia Guabil. Num primeiro momento o que me impressionou foi sua imensidão envolvida em névoa que a pouco a pouco desvelou rochedos açoitados sem clemência pelas ondas. O som parecia ser de um ritual de magia, ora agudo ora grave. Não consegui caminhar por muito tempo, pois a maré subia rapidamente e as águas já atingiam as escarpas verdejantes que caem abruptamente sobre a praia.

Bosque Hundido - Chiloé
Área inundada pelo oceano após o sismo de 1960, formando o Bosque Hundido, ou bosque afogado

Depois do piquenique nas areais da praia, segui pelo rio Chepu a um dos lugares onde o terremoto de Valdivia deixou sua marca bem visível: o Bosque Hundido, ou bosque afogado. Um cenário que no primeiro momento me pareceu catastrófico pelas árvores desnudas e quase submersas, mas que mais tarde para compensar o estrago a natureza acabou premiando-a com um pântano com outras espécies de fauna e flora.

A embarcação continuou navegando até chegar num dos pontos mais emblemáticos da ilha, o Muelle de la Luz, ou píer da luz. Que também poderia ser: ponto de encontro de bruxos.

Muelle de la Luz - Chiloé
Muelle dela Luz, em Chepu. Dizem que é o melhor lugar da ilha para ver bruxos voando

Contam uma história pitoresca que Charles Darwin quando visitou a ilha, deu no pé em seguida depois de ouvir tantas histórias de bruxos, monstros e fenômenos desconhecidos. E, um dos lugares preferidos dos habitantes para ver essas aparições é exatamente o Muelle de la Luz.

Construído pelo artista chileno Marcelo Orellana, dessa plataforma escultórica que sugere um grande trampolim sobre o Pacífico, é possível ter uma observação documental de toda a área que circunda a região. Como detalhe curioso, mesmo durante o dia, dizem os chilotes, é possível ver no céu luzes de cor amarela e laranja que para eles são bruxos voando.

Praia Guabil - Chiloé
Início da caminhada pela praia Guabil

Uma boa viagem de aventura deve ter um mistério a ser desvendado, cenas impactantes da natureza, e tudo isso foi possível num roteiro para Chepu, que na língua mapuche significa Lugar de Encontro. Nome mais do que apropriado, pois ali é o encontro do rio Chepu com o Pacífico, dos ventos Norte e Oeste, de bruxos voadores, e agora de aventureiros.

Hotel Tierra Chiloé
Em terra de magia, num ponto da realidade se encontra o hotel Tierra Chiloé

Quem escolhe o Hotel Tierra Chiloé para se hospedar tem a dupla sorte de sentir toda a magia da Ilha diante das amplas janelas dos quartos, quer na colina onde o hotel está plantado, quer no estuário da Bahia Pullao local de encontro de aves migratórias, algumas delas vindas do Alasca.

O hotel também organizou todos roteiros que durante os cinco dias que ali permaneci me proporcionaram um contato com a diversidade e riqueza cultural, de paisagens naturais incríveis, gastronomia rica e variada, e de muitas histórias e lendas de Chiloé.

Chepu - Chiloé
Oceano Pacífico versus rio Chepu

Para saber mais: www.tierrahotels.com

Por Heitor e Silvia Reali, do site Viramundo e Mundovirado

1 / 8
1
05:22
Conheça os brinquedos mais radicais dos parques de Orlando
A Catraca Livre foi para a Flórida, nos Estados Unidos, conhecer os parques mais divertidos da região a convite do …
2
01:45
Visitamos uma fantástica fábrica de chocolate
3
03:24
Vovó deixa presídio e ensina como viajar pelo mundo
"As Melhores Surpresas do Mundo" é  o programa que discute as coisas mais inovadoras e surpreendentes que o mundo oferece. -------------------------------------------------------- DIREÇÃO: …
4
01:20
Karol Conka indica 2 lugares incríveis para conhecer em Curitiba
Convidada pelo Colaí Indica para falar sobre os seus rolês favoritos em Curitiba, cidade natal da rapper, Karol Conka mostrou …
5
03:31
Conheça o Embalse El Yeso, na Cordilheira dos Andes
Perfeito tanto para quem passará várias dias em Santiago, ou até mesmo para quem terá uma passagem breve pela cidade, …
6
02:49
A lama de Brumadinho respinga no governo do Bolsonaro
7
02:25
9 lugares incríveis para visitar de graça em Belo Horizonte
O Circuito Liberdade é um grande complexo cultural localizado em Belo Horizonte. Prédios públicos ganharam novos usos para hospedar arte …
8
01:49
9 lugares com uma vista incrível no Rio de Janeiro para você fotografar
Conheça 9 lugares incríveis e de graça para você curtir as paisagens do Rio de Janeiro e ainda tirar fotos …