Erzgebirge, na Alemnha, vira Patrimônio da Humanidade da Unesco

Região da Saxônia abriga impressionantes montanhas e um passado de exploração de minérios

Por: Redação

Conhecida desde a Idade Média por seus recursos minerais, como prata e estanho, a região alemã de Erzgebirge foi reconhecida recentemente Patrimônio da Humanidade pela Unesco.

Erzgebirge fica na Saxônia e faz fronteira com a República Tcheca. São 800 anos de história cravados em rochas que remontam ao período paleozoico.

Crédito: DZT – Centro de Turismo AlemãoErzgebirge e suas impressionantes cadeias montanhosas são agora Patrimônio da Humanidade

Entre as muitas atrações que a região oferece, muitas delas estão intrinsecamente relacionadas à exploração de metais, como passeios por trenzinhos que circulam dentro de antigas minas e visitas a centenárias oficinas de fabricação de objetos produzidos com prata e estanho (como talheres, por exemplo).

Entretanto, fãs de atividades ao ar livre encontram por lá inúmeras possibilidades de lazer. Se, em dias quentes, a dica é caminhar pelos vales e bosques entrecortados por riachos de água cristalina, no inverno o local torna-se um movimentado point para a prática de esqui e outros esportes na neve.

Crédito: DZT – Centro de Turismo AlemãoRegião abriga artesões responsáveis pela confecção dos tradicionais enfeites natalinos de madeira

Turismo e artesanato

A região de Erzgebirge  recebe anualmente 1 milhão de visitantes. A região montanhosa situada no leste da Alemanha é um destino turístico famoso para os amantes das caminhadas e dos esportes de inverno. Mas também brilha com suas centenárias locomotivas, construções históricas e por sua cultura que valoriza a produção artesanal em madeira, responsável pela confecção dos tradicionais enfeites natalinos e bonecos de todos os tamanhos e espécies.

Crédito: DZT – Centro de Turismo Alemão Os tradicionais bonecos de madeira

A cidade de Seiffen, que data do período da mineração de estanho na região, é um dos exemplos. Com o declínio dessa atividade, os mineiros passaram a trabalhar com madeira e seus brinquedos torneados e talhados tornaram-se artigo de exportação.

Margaret Grantham, diretora do DZT – Centro de Turismo Alemão no Brasil, destaca a renda de bilros e o entalhe em madeira, muito comum também na  cidade de Annaberg-Buchholz.

Crédito: DZT – Centro de Turismo AlemãoUma da atrações de Erzgebirge  são os passeios pelas minas de estanho desativadas

No Museu de Erzgebirge e nas diversas oficinas abertas à visitação é possível encontrar uma vasta variedade de preciosidades artesanais, conhecidas no resto do mundo como Holzkunst Echt Erzgebirge.

“As obras expostas no museu Manufaktur der Träume (ou Manufatura de Sonhos), situado no coração do centro histórico, são realmente fabulosas. A diversidade das figuras de Erzgebirge transportam o público ao mundo da fantasia”, diz Margaret.

Crédito: DZT – Centro de Turismo Alemão12.08.2013 – Annaberg-Buchholz: Die Tuermerfamilie der Annaberger St. Annenkirche in ihrer Tuermertracht auf dem Kirchturm. Marit Melzer, Sohn Toni Melzer und Matthias Melzer. Foto: Uwe Meinhold Tel.:0171/4206939, e-Mail: uwemeinhold@aol.com

Por sua vez, e numa prova de se manter viva a centenária cultura regional, Freiberg é palco das chamadas Bergparaden (Desfile dos Mineiros), que repetem uma tradição medieval reunindo mineradores e artesãos ligados à história de mineração em desfile pelas ruas sinuosas e impregnadas de uma fascinante história escrita entre as montanhas de Erzgebirge.