Ingressos para o Museu do Louvre serão vendidos apenas pela internet

Museu mais visitado do mundo quer acabar com as longas filas

Por: Redação

Planejando viajar para Paris nos próximos meses?  Então é bom ficar atento, pois uma das atrações mais visitadas da capital francesa, o Museu do Louvre, que vai mudar o sistema de venda de ingressos.

Até o final do ano, o museu mais visitado do mundo –10,2 milhões de visitantes em 2018— deve adotar a venda de entradas somente pela internet, assim como fizeram outros museus pelo mundo.

Crédito: Vladislav Zolotov/iStockMuseu do Louvre que adotar sistema de agendamento online para acabar com as longas filas

A medida, segundo a agência de notícias France Presse, é para evitar o que ocorreu em julho, quando muitos turistas enfrentaram longas filas sob o calor do verão europeu e a reforma na sala onde fica a principal estrela do museu, a Mona Lisa.

BRASILEIROS PODEM ENTRAR EM MAIS DE 150 PAÍSES SEM VISTO; CONFIRA

Atualmente o sistema de reserva não é obrigatório. O público com acesso gratuito e quem tem o passe livre para visitar os museus de Paris não é obrigado a reservar horário para entrar na atração.

Crédito: Werner Willmann/Wikimedia CommonsTuristas se aglomeram para ver a Mona Lisa, obra-prima de Leornardo da Vinci, exposta no Museu do Louvre

“Vamos adotar a reserva obrigatória como fizeram muitos outros museus e, antes do fim do ano, todos os públicos terão de reservar”, diz Vincent Pomarède, administrador-geral adjunto do Louvre.