Últimas notícias:

Loading...

Nova York vai investir R$ 167 milhões para atrair turistas de volta

Cidade deve ganhar até o final do ano mais 110 mil quartos de hotel

Ouça este conteúdo

Nova York se prepara para voltar a receber turistas internacionais, após mais de um ano “fechada”. Com uma bem-sucedida campanha de vacinação contra a covid-19 e uma taxa de testes positivos inferior a 5%, a maior metrópole americana anunciou nesta quarta-feira, 21, uma campanha inédita de marketing para atrair visitantes.

Com slogan “Nova York Desperta” (New York City Reawakens, em inglês), a ação tem custo estimado em US$ 30 milhões (R$ 167 milhões) e começará a ser veiculada a partir de junho.  Numa primeira etapa a campanha focará no público interno, começando pelos amigos e parentes dos moradores de Nova York, que serão convidados a “visitá-los”.

Nova York
Crédito: Julienne Schaer/NYC & CompanyVista do Brooklyn Bridge Park, em Nova York

A campanha também atingirá os principais mercados internacionais, à medida em que as fronteiras forem reabrindo e vacinação avançar nesses países.

“Esta será a maior campanha de promoção do turismo na cidade de Nova York. A ideia é lembrar às pessoas que este é o lugar para estar. Não há outro lugar igual no mundo. É a maior cidade do mundo por um motivo e você pode experimentar tantas coisas incríveis aqui”, disse o prefeito de Nova York, Bill de Blasio, em entrevista coletiva virtual ao qual a Catraca Livre participou.

Crédito: Julienne Schaer NYC & Company Brooklyn Heights Promenade, uma das atrações de Nova York

O investimento milionário e ambicioso tem explicação. Antes da pandemia, Nova York era uma das cidades mais visitadas do mundo. Em 2019, a cidade recebeu 66,6 milhões de visitantes, sendo 13,5 milhões de turistas internacionais, número considerado recorde. Em 2020, foram apenas 22 milhões (2,4 milhões internacionais).

A meta do NYC & Company (agência de promoção turística municipal) é receber este ano 36, 4 milhões de visitantes, sendo 4,6 milhões de estrangeiros, e chegar aos números da pré-pandemia em 2023, com 64,7 milhões de visitantes (11,2 milhões de estrangeiros).


#DicaCatraca: sempre lembre de usar a máscara de proteção, andar com álcool em gel, respeitar o distanciamento social e sair de casa somente se necessário! Caso pertença ao grupo de risco ou conviva com alguém que precise de maiores cuidados, evite passeios presenciais. A situação é séria! Vamos nos cuidar para sair desta pandemia o mais rápido possível. Combinado?


Novidades em Nova York

O presidente do NYC & Company, Fred Dixon, também apresentou novos empreendimentos e inaugurações previstas para este ano em Nova York, incluindo hotéis, restaurantes, atrações, shoppings e a grande aposta para o setor de convenções e feiras, a ampliação do Jacob Javits Center, que custou US$ 1,2 bilhão.

Dixon também destacou as melhorias de infraestrutura nos aeroportos LaGuardia, John F. Kennedy e Newark Liberty.

Crédito: Mc Bride/Divulgação 

O NYC & Company revelou ainda que a cidade deve ganhar até o final do ano mais 110 mil quartos de hotel.

Fred Dixon anunciou também a volta da edição de verão da Restaurant Week, que deve ocorrer entre 20 de julho e 15 de agosto. Já os musicais da Broadway têm retorno previsto para setembro, mas esta data poder ser antecipada, segundo o NYC & Company.

Compartilhe: