Últimas notícias:

Loading...

Passageiros são impedidos de embarcar no MSC Splendida em Santos

Mais de 2 mil passageiros foram impedidos de embarcar no navio por surto de covid-19

Por: Redação

Mais de 2 mil passageiros foram impedidos de embarcar na tarde deste domingo, 2, no navio MSC Splendida, que está atracado no porto de Santos, no litoral paulista.

De acordo com a Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa), o motivo é por causa do surto de covid-19 entre os tripulantes. O órgão também alega que notificou a MSC ontem, 1, sobre o impedimento do embarque.

Mais de 2 mil passageiros foram impedidos de embarcar no navio MSC Splendida no porto de Santos (SP)
Crédito: DivulgaçãoMais de 2 mil passageiros foram impedidos de embarcar no navio MSC Splendida no porto de Santos (SP)

Antes de terem o embarque suspenso, os passageiros do MSC Splendida passaram por testes de covid-19 em massa no Terminal Marítimo de Passageiros de Santos (Concais). Muitos chegaram a despachar suas bagagens.

Após o anúncio da suspensão da viagem, foi registrado um princípio de confusão no terminal marítimo.

Em nota, MSC disse ter sido informada da suspensão apenas da viagem do MSC Splendida somente na tarde deste domingo. A empresa afirmou ainda que os passageiros poderão receber um crédito no valor do cruzeiro original para ser usado até o final de 2022, ou o reembolso total das passagens.

Por outro lado, a Anvisa alega que “notificou a empresa no sábado, 1º de janeiro, às 18h37, sobre o impedimento de embarque previstos para o domingo”. A agência disse também que “solicitou que a empresa MSC notificasse os viajantes sobre a impossibilidade de embarque no MSC Splendida no dia 2 de janeiro”.

O MSC Splendida já havia tido sua operação interrompida no último dia 30 de dezembro, com passageiros isolados em suas cabines. A retomada de sua operação, que estava prevista para esse domingo, dependia de nova avaliação pela Anvisa, que não autorizou a embarcação a seguir nova viagem.

Segundo o protocolo sanitário vigente, o MSC Splendida tem capacidade para transportar 3.051 passageiros.

Ainda segundo a Anvisa, o cenário epidemiológico foi alterado para nível 4 neste domingo, 2, que implica em quarentena para a embarcação.

Anvisa pede suspensão provisória da temporada de cruzeiro

Na última sexta-feira, 31, após casos de covid-19 nos navios Costa Diadema e MSC Splendida, a Anvisa solicitou recomendou ao Ministério da Saúde a suspensão provisória da temporada de cruzeiro em caráter preventivo.

Cota Diadema
Crédito: DivulgaçãoApós casos de covid, Anvisa suspende viagem do navio Costa Diadema

Segundo a Anvisa, a “recomendação segue o disposto na Lei 13.979/2020, que definiu que as medidas de restrição excepcional e temporária para entrada no país, por rodovias, portos ou aeroportos, e de locomoção interestadual são de competência conjunta dos Ministros de Estado da Saúde, da Justiça e Segurança Pública e da Infraestrutura e que a adoção da medida deve ser precedida de recomendação técnica e fundamentada da agência”.

O Ministério da Saúde limitou-se a dizer apenas “que avaliará as medidas cabíveis em conjunto com os ministérios relacionados ao tema”.

Situação dos outros navios da temporada

Atualmente há cinco navios de cruzeiro operando em águas brasileiras. O Costa Diadema teve a operação interrompida em Salvador (BA) na sexta-feira, 30. A Anvisa determinou que o navio seguisse para Santos (SP) e fizesse o desembarque de todos os passageiros.

O navio MSC Preziosa atracou na manhã deste domingo, 2, no Porto de Rio de Janeiro
Crédito: Vinicius Stasolla/Divulgação/MSC O navio MSC Preziosa atracou na manhã deste domingo, 2, no Porto de Rio de Janeiro

Somente pessoas com teste positivo ou residentes locais puderam desembarcar no porto de Salvador. O navio está no nível 4 do cenário epidemiológico, o que impede a operação.

O navio MSC Preziosa atracou na manhã deste domingo, 2, no Porto de Rio de Janeiro. O desembarque dos passageiros foi iniciado após avaliação das autoridades de saúde da situação epidemiológica a bordo. A embarcação está no nível 3 do cenário epidemiológico. De acordo com essa avaliação, os novos embarques foram autorizados.

sta Fascinosa e o MSC Seaside seguem operando e no nível 3 do cenário epidemiológico, mas, segundo a Anvisa, a mudança deste cenário pode impedir novos embarques e levar ao encerramento dos cruzeiros.

Leia a íntegra da nota da MSC:

“A MSC Cruzeiros está operando desde agosto de 2020 e, até o momento, recebeu, com segurança e responsabilidade, mais de um milhão de hóspedes em seus navios em todo o mundo, graças a um protocolo de saúde e segurança que foi reconhecido como tendo estabelecido o padrão para a indústria em geral e outros setores.

No fim dessa tarde, a Companhia recebeu a informação das autoridades de que, infelizmente, o MSC Splendida, que está atualmente em Santos operando cruzeiros somente no litoral brasileiro, não foi autorizado a realizar o embarque dos hóspedes para seu próximo cruzeiro, em razão dos limitados casos positivos identificados a bordo, por meio da aplicação rigorosa do protocolo durante o cruzeiro anterior do navio. A Companhia implementou rigorosamente o protocolo de saúde e segurança acordado com as autoridades

Lamentamos essa situação inesperada profundamente e ofereceremos aos hóspedes as opções de uma carta de crédito no valor do cruzeiro original, que pode ser resgatada em qualquer cruzeiro futuro até o dia 31 de dezembro de 2022 e, adicionalmente, um crédito a bordo de 200 USD/EUR por cabine para o próximo cruzeiro, ou o reembolso total dos valores pagos pelo cruzeiro. Também será realizado o reembolso dos pacotes pré-pagos (bebidas, excursões, etc.). A MSC Cruzeiros dará suporte aos hóspedes, incluindo apoio logístico, para que retornem para as suas casas.

O protocolo de saúde e segurança definido e aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária – Anvisa, e que está alinhado ao nosso protocolo global, prevê que, no momento do embarque, que todos os hóspedes com 12 anos ou mais devem apresentar comprovante de vacinação completa contra COVID -19 e todos os hóspedes com 2 anos ou mais precisam apresentar um teste RT-PCR negativo feito dentro de 72 horas ou um teste de antígeno realizado dentro de 24 horas antes do embarque. Um questionário de saúde preenchido dentro de 6 horas do início da viagem também é requerido. Toda a tripulação tem o ciclo completo de vacinação e é testada semanalmente, além de 10% da equipe ser testada diariamente. Outras medidas do protocolo incluem ocupação reduzida a 75%, ar 100% fresco e sem recirculação, distanciamento social entre grupos de viajantes e o uso de máscaras faciais em áreas públicas.”

Compartilhe: