Site busca voluntários para morar por 3 meses em vilarejo Itália

 Serão selecionadas quatro pessoas para morar na pequena vila de Grottole por três meses

Por: Redação

Cansado da correria de uma metrópole como São Paulo? Que tal passar alguns meses em um pacato vilarejo na Itália durante o verão e ainda receber por isto.

A plataforma de hospedagem Airbnb, em parceria com a ONG Wonder Grottole, estão oferecendo uma experiência de três meses no pequeno vilarejo de Grottole, na província de Matera, no sul do país.

Grottole,
Crédito: Divulgação/AirbnbIniciativa procura revitalizar o histórico povoado de Grottole, que corre o risco de desaparecer

Em contrapartida, os interessados deverão ajudar a revitalizar este pequeno povoado que existe há centenas de séculos e que atualmente conta com apenas 300 habitantes e 600 casas vazias. Como muitos vilarejos na Itália, Grottole corre o risco de desaparecer do mapa.

Serão selecionadas quatro pessoas. Elas serão treinadas durante um mês sobre os costumes local, viverão em casas de pedras e aprenderão habilidades como cultivo de vegetais e produção de azeite e massas. Os sortudos também terão aulas de italiano.

Wonder Grottole
Crédito: Divulgação/AirbnbSerão selecionadas quatro pessoas para morar na pequena vila de Grottole por três meses

Depois do período de treinamento, o grupo será anfitrião, hospedando viajantes e administrando as casas. Todo o lucro com as hospedagens será reinvestido no vilarejo.

A Airbnb irá pagar € 900 (cerca de R$ 3.900) por mês para cada um dos quatro selecionados para ajudar com gastos adicionais.

Como se inscrever

Para se inscrever é preciso preencher um formulário no site The Italian Sabbatical (italiansabbatical.com) e responder, em até 300 palavras, os motivos pelos quais você deseja “morar” no vilarejo. Os pré-selecionados passarão por entrevistas por videoconferência.

As inscrições vão até o dia 17 de fevereiro e o ‘período sabático’ é de três meses, de junho a agosto. Os nomes dos escolhidos serão anunciados no dia 29 de março.

Mas infelizmente os brasileiros não podem participar do processo de seleção. De acordo com o regulamento, apenas pessoas que moram nos Estados Unidos, México, Argentina (com exceção do província de Mendoza), Itália, Reino Unido, Irlanda, Alemanha, França, Espanha, Portugal, Holanda, Austrália, Canadá (exceto Quebec), Índia e Japão.