Taxas de embarque de voos nacionais e internacionais vão subir

O reajuste de 5,39% nas tarifas aeroportuárias é válido nos terminais administrados pela Infraero

Por: Redação

Está planejando viajar nas próximas semanas? Então é bom ficar atento. A Anac Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) autorizou nesta quarta-feira (16) um reajuste de 5,39% nas tarifas aeroportuárias dos terminais administrados pela Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária). O aumento entra em vigor em 30 dias.

O reajuste pesa diretamente no bolso dos passageiros já que recai sobre as tarifas de embarque, conexão, pouso e permanência dos aviões em solo.

Anac autorizou reajuste de tarifas aeroportuárias dos terminais administrados pela Infraero

Com o reajuste, a tarifa máxima de embarque doméstico a ser paga pelos passageiros passou de R$ 31,27 para R$ 32,95. Já a taxa máxima de embarque internacional de R$ 112,83 para R$ 115,82.

Aeroportos sob concessão

Nos aeroportos administrados por concessionárias como o de Guarulhos (SP) e Galeão (RJ) as tarifas seguem inalteradas. De acordo com a Anac, a data de reajuste das taxas dos terminais sob concessão são determinadas por contrato e costumam ser corrigidas entre maio e julho.

 Confira abaixo como ficam as tarifas:

Aeroportos administrados pela Infraero

Doméstico: R$ 32,95

Internacional: R$ 115,82

Guarulhos (SP)

Doméstico: R$ 30,94

Internacional: R$ 112,23

 Viracopos (SP)

Doméstico: R$ 27,97

Internacional: R$ 112,19

 Brasília

Doméstico: R$ 29,49

Internacional: R$ 109,65

 Galeão (RJ)

Doméstico: R$ 30,35

Internacional: R$ 111,21

Confins (MG)

Doméstico: R$ 30,15

Internacional: R$ 110,87