Turismo de isolamento: como viajar em segurança no pós-quarentena

Precisa viajar? Saiba como se proteger e proteger os outros

Ouça este conteúdo

Muita gente não aguenta mais ficar em casa, é verdade. Quem mora em apartamento pequeno, fechado, dividido com muitas pessoas, viu na quarentena um grande gerador de estresse.

Por mais que ainda seja muito delicado pensar em viajar nesse momento, há formas de visitar destinos próximos para descansar com responsabilidade e minimizar ao máximo a chance de contágio.

Crédito: PixabayO Turismo de Isolamento é uma forma de viajar sem ter contato com outras pessoas

Para isso, existe um novo conceito de turismo: o “turismo de isolamento.” “Consiste em viajar e ficar isolado, sem contato com outras pessoas”, explica Luísa Dalcin, diretora de comunicação do buscador de voos Viajala.com.br. “O objetivo anterior das viagens, que é visitar pontos turísticos, sai de cena. O que entra em foco agora é a vontade de mudar de ares, de ambiente. Sair de perto da montanha de louça suja, das tarefas domésticas que se acumulam na pandemia, e descansar de verdade.”

Pensando nisso, o Viajala fez um guia com os 6 principais aspectos que devem ser levados em consideração na hora de programar uma viagem de isolamento:

1. Escolha bem o meio de transporte

O melhor é escolher destinos que você possa visitar de carro ou em um voo curto e direto. Voos com escala costumam passar por aeroportos grandes e muito movimentados, o que pode significar aglomeração. Diminuir o tempo de viagem e evitar ônibus lotados são as melhores opções para minimizar o risco de contágio durante a jornada.

turismo isolamento
Crédito: PixabayReserve este momento de isolamento para praticar esportes na natureza

2. Prefira destinos sem aglomeração

Se você sempre quis visitar um local devido aos seus museus, seus mercados gastronômicos ou seus pontos turísticos concorridos, esse destino deve ficar para depois. Neste momento, visite lugares que chamam a sua atenção pela natureza, as montanhas, os parques, os hotéis-fazenda… eles serão ótimos para desopilar a cabeça, descansar, tomar um sol, ver um pouco de verde – coisas que nos fazem falta, para o corpo e a mente, nesse período de isolamento.

3. Confira os protocolos de segurança da hospedagem

Antes de escolher onde passar a noite, entre em contato com os hotéis ou pousadas e pergunte como estão lidando com os protocolos de segurança. Qual é o nível de isolamento da sua habitação? Haverá contato com outros hóspedes? Onde e como são feitas as refeições? Como as áreas comuns são desinfetadas? Esses são alguns dos questionamentos que devem pesar na sua decisão.

4. Pense em alternativas aos destinos de praia

turismo isolamento
Crédito: PixabayJalapão, um dos destinos mais isolados do Brasil

Será que uma praia muito popular (do Rio, do litoral paulista, do Nordeste…) é uma boa ideia nesse momento? Por mais que seja um destino de natureza, as praias são muito visadas. Vemos constantemente notícias de praias lotadas e aglomeradas, com visitantes que não respeitam o distanciamento. Reflita e busque destinos alternativos para se refrescar, como cidades de serra, com lagoas e cachoeiras.

5. Prefira viajar durante os dias de semana

Se puder tirar alguns dias de folga para viajar, não hesite em fazê-lo. Nos fins de semana, tudo tende a estar cheio de gente. É mais provável que você encontre um nível mais adequado de distanciamento social (no aeroporto, no avião, no próprio destino…) durante a semana.

6. Lembre que o mundo conta com sua responsabilidade

Não é preciso falar que a pandemia continua aí fora, mas vamos falar mesmo assim: os números podem até indicar que o pior já passou, mas o cenário ainda inspira muitos cuidados. Procure não fazer viagens em grupo – este não é um momento para grandes confraternizações, e sim, para um descanso reservado. Se sair da sua habitação, use a máscara corretamente, e sempre carregue um frasco de álcool gel para qualquer necessidade.

Em parceria com Viajala Brasil

O Viajala é um metabuscador de voos que compara preços de companhias aéreas e agências de viagens, permitindo que você escolha a passagem mais barata sem custo e sem taxas adicionais.

Este conteúdo - assim como as respectivas imagens, vídeos e áudios - é de responsabilidade do usuário Viajala Brasil

A Catraca Livre disponibiliza espaço no site para que qualquer interessado possa contribuir com cidades mais acolhedoras, educadas e criativas, sempre respeitando a diversidade de opiniões.

As informações acima são de responsabilidade do autor e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.