Enem: após confusão, MEC corrige notas e libera inscrição no Sisu

O ministro da Educação,  Abraham Weintraub, publicou um vídeo em sua conta no Twitter com novas explicações para as inconsistências na prova do Enem.

De acordo com ele, houve um problema na impressão da prova e não na correção do gabarito. Em função disso, muitos estudantes tiveram notas baixas no segundo dia do exame, que avaliou questões de química, física, biologia e matemática.

No vídeo, o ministro também garante que as avaliações foram revistas e que os participantes prejudicados tiveram suas notas atualizadas no sistema. Quanto à redação, ele comentou que não houve nenhum tipo de problema e que todos podem considerar o resultado que havia sido divulgado.