Flávio Bolsonaro recebe foro privilegiado e testemunhas afirmam que Wassef e Queiroz se conheciam

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ) decidiu conceder foro privilegiado a Flávio Bolsonaro na investigação das rachadinhas. A decisão gerou críticas porque o privilégio foi garantido em um momento em que ele não ocupa mais o cargo de deputado estadual.

Ainda sobre o caso, o Jornal Nacional exibiu ontem uma reportagem especial que aponta que Frederick Wassef e Fabrício Queiroz se conheciam há pelo menos um ano e meio.

O jornal ouviu testemunha que confirmaram que o ex-advogado e o ex-assessor de Flávio Bolsonaro estiveram juntos em um hotel em Atibaia, no interior de São Paulo, no Natal de 2018.

Veja no vídeo mais detalhes sobre o caso.