CORONAVÍRUS
Loading...
Últimas notícias e tudo que você precisa saberAtualizando informações
Infectados-
Mortes-
Recuperados-

Wassef muda versão e agora diz que escondeu Queiroz para proteger Bolsonaro

Advogado diz que abrigou Queiroz porque queriam matá-lo e culpar o clã Bolsonaro

Por: Redação

Após dizer que não conhecia Fabrício Queiroz, o advogado Frederick Wassef agora diz que escondeu o ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) em sua casa em Atibaia, no interior de SP, para proteger o presidente Jair Bolsonaro.

De acordo com defensor, haveria um plano mirabolante para matar Queiroz e culpar o clã Bolsonaro.

wassef, advogado dos Bolsonaro
Crédito: Reprodução/TV GloboEm diversas entrevistas, Frederick Wassef negou que conhecia ou que havia escondido Fabrício Queiroz

Em entrevista à revista Veja desta semana,  Frederick Wassef diz que uma eventual morte de Fabrício Queiroz seria interpretada como uma queima de arquivo, já que ele está envolvido em um esquema das “rachadinhas” na Alerj (Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro), onde trabalhava para Flávio Bolsonaro, então deputado.

“Naquele momento, meu entendimento é que eu queria evitar que Fabrício Queiroz fosse executado em uma simulação qualquer ou mesmo que sumissem com o seu cadáver”, disse, sem apresentar qualquer evidência ou indícios que sustente sua afirmação.

Crédito: Divulgação/Polícia CivilFabrício Queiroz no momento da prisão na casa de Frederick Wassef, em Atibaia

Ainda segundo Wassef, o seu objetivo “era preservar aquela vida para que ela pudesse servir ao Poder Judiciário do Rio de Janeiro, ao Ministério Público e aos meus interesses enquanto advogado do senador Flávio Bolsonaro. É o mais absoluto, perfeito e regular exercício da advocacia”.

Wassef também mudou a versão sobre a hospedagem que deu a Queiroz. Na entrevista, eke afirma que ex-PM ficou em sua casa em Atibaia em vários períodos, sem precisar datas. Mas que fez tudo sozinho e nunca contou nada para a família Bolsonaro.

Telefonema para Bolsonaro

O advogado Frederick Wassef também contou à Veja que ligou para o presidente Jair Bolsonaro logo após a prisão de Fabrício Queiroz e pediu desculpas.

“No dia da prisão, eu telefonei para o presidente Bolsonaro, ele me atendeu. Eu pedi muitas desculpas. Falei: ‘Presidente, não tenho como te explicar agora por telefone. Eu estou muito triste por tudo o que aconteceu, eu lhe peço desculpas por ter omitido isso'”.

Testemunhas

Ontem, o “Jornal Nacional” revelou que três novas testemunhas envolvidas no caso Fabrício Queiroz afirmaram que Frederick Wassef tem uma relação com o ex-assessor de Flávio Bolsonaro. Segundo relato dessas pessoas, eles se conhecem há pelo menos um ano e meio.

wassef e queiroz
Crédito: Reprodução/GloboWassef, advogado, insiste em dizer que não conhece Queiroz, encontrado em sua casa em Atibaia

Segundo o telejornal, ambos se encontraram em dezembro de 2018, informação que desmente o advogado, que insiste em afirmar que nunca viu Queiroz. Na ocasião, ambos se reuniram num hotel no centro de Atibaia, interior de São Paulo (SP).

Compartilhe:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.