Últimas notícias:

Loading...

Blocos de Carnaval invadem a Casa Natura em janeiro e fevereiro

Por: Redação
Até de de
Quinta – Sexta – Sábado
– A partir das 20h
Preço: Comprar
De R$ 20 a R$ 100
50%
Local: Casa Natura Musical
Rua Artur de Azevedo, 2134 – Pinheiros, São Paulo – SP, Brasil
Mais informações:
Telefone: (21) 2265-9933
Site: http://www.funarte.gov.br/espaco-cultural/teatro-cacilda-becker/

Em 2019, a Casa Natura Musical promoveu mais de 130 shows, indo do samba ao rap, MPB, pop, indie-rock, forró e muitos blocos. Em janeiro e fevereiro de 2020, o Carnaval ocupa a Casa com festas dedicadas à alguns dos melhores blocos de São Paulo.

A programação Verão 2020 chega com tudo trazendo o tradicional bloco afro feminino Ilú Obá de Min, abrindo o ano no dia 17 de janeiro. O Bloco utiliza em sua performance cantos e danças advindos das culturas populares, realizando uma grande ópera de rua comandada pela força dos
tambores.

Os ingressos estão à venda para todas as festas dos blocos e usando o código CATRACALIVRE50, na opção Catraca Livre do Sympla, você garante 50% de desconto.

bloco de rua afro ilu oba de min
Crédito: DivulgaçãoIlu Obá de Min encabeça a lista de blocos afro que vão animar a programação

No sábado, dia 19, uma bateria formada exclusivamente por mulheres lésbicas e bissexuais ocupa o espaço. O Siga Bem Caminhoneira e suas 113 integrantes manda ver no repertório de hits brasileiros e internacionais, incluindo paródias que estão intimamente relacionadas com o imaginário LGBTQ+, como “Faraó” (“Ê Sapatão”), “Araqueto é bom demais” (“Ser sapatão é bom demais”), “Baile da Gaiola” (“Baile do Bloco’).

Crédito: IStock/Marc BruxelleBloco Siga Bem Caminhoneira

De volta à Casa Natura Musical, o bloco Calor da Rua promete repetir a dose no Carnaval 2020 e trazer um repertório cheio de músicas autorais, brasilidades das mais diversas e latinidades. O evento acontece no dia 1º de fevereiro, com show de abertura da drag queen Potyguara Bardo.

No domingo, dia 2, O Indomável Baile do bloco Ano Passado Eu Morri Mas Esse Ano Eu Não Morro celebra o clima de carnaval, sem esquecer da potência política que esta festa traz em sua catarse. Criado na Vila Anglo, São Paulo, em 2017, meses antes da morte de Belchior e depois do Golpe parlamentar de 2016, o bloco toma emprestado as músicas do compositor para gritar em alto e bom som “Ano Passado Eu Morri, Mas Esse Ano Eu Não Morro”.

O bloco Confraria do Pasmado + Convidados garante a folia do pré-carnaval na noite do dia 7 de fevereiro. Celebrando mais um ano, o bloco traz no repertório sambas clássicos da Confraria, como “Plutão” e “O mundo não vai acabar”, além de passear por diversos estilos de música brasileira.

Crédito: Marcelo Justo | DivulgaçãoA Confraria do Pasmado agita a festa em Pinheiros

Já nos dias 8 e 9, é a vez dos blocos Saia de Chita e Ritaleena. O Saia de Chita se apresenta na Casa em noite que terá abertura da fanfarra Manada. Nesta festa pélvica, pululam saiotes de chita, bigodes ornamentados, cangotes cheirosos e cores pelos ares.

De volta à Casa Natura Musical, o Ritaleena, bloco carnavalesco que homenageia a rainha do rock, Rita Lee, convida o bloco Filhos de Gil para uma Refestança digna do carnaval paulistano. A festa acontece no domingo, dia 9.

Crédito: Facebook/RitaleenaBloco Ritaleena invade a Casa Natura com homenagem à Rita Lee

Encerrando a programação carnavalesca, o Bloco Me Lembra Que Eu Vou chega com mulheres empoderadas, dedicadas, com veia artística nata, que se dedicam a seus blocos com garra e profissionalismo. Na noite Me Lembra Convida As Cantantes do Carnaval na Casa Natura Musical cria-se um espaço para que elas se apresentem em eventos musicais durante todo o ano, ampliando sua exposição e o consequente reconhecimento público, numa ação coletiva e transversal.

Leia também: