Após 30 anos, Japão retoma caça de baleias para fins comerciais

Caça de baleias: com a mudança, a frota capturará 52 baleias da espécie Minke, 150 de rorcual Bryde e 25 de rorcual comum.

Por: Redação Comunicar erro

Nesta segunda-feira, 1º, as autoridades do Japão anunciaram a retomada da caça às baleias para fins comerciais.

Com a decisão, que acontece pela primeira vez desde 1982, após a saída da Comissão Baleeira Internacional (CBI), os navios devem capturar 227 baleias até o fim do ano.

Segundo nota divulgada pela Agência Pesqueira do Japão, a frota capturará 52 baleias da espécie Minke, 150 de rorcual Bryde e 25 de rorcual comum.

Comissão internacional rejeita liberação da caça às baleias

Ainda de acordo com a agência, a caça será realizada em águas territoriais japonesas, visando garantir a sustentabilidade dos cetáceos.

A medida evita a captura de baleias em águas do oceano Antártico e do hemisfério sul.

Baleia em alto-mar
Crédito: Getty Images/iStockphotoCom algumas espécies levadas à quase extinção, a caça de baleias é proibida há mais de 30 anos – Foto: iStock

Relatório divulgado pela Agência Pesqueira aponta o número de raças encontrada nas águas japonesas.

Atualmente, há cerca de 20. 513 espécies da raça Minke, 34.473 da rorcual Bryde e outros 34.718 da raça rorcual comum.

Membro da CBI desde 21 de abril de 1951, o país manteve-se disposto a respeitar a moratória na caça comercial da baleia estipulada em 1982.

Japão cede à pressão dos pescadores

Três décadas depois, entretanto, foi confirmada a saída após uma série de tentativas de modificar o acordo e permitir uma pesca regulada pela CBI.

Assim, o Japão segue o exemplo de outros países que, anteriormente, também se retiraram da comissão.

Compartilhe:

1 / 8
1
08:59
Lobão analisa a relação de Bolsonaro com seus filhos
Um dos poucos nomes do meio artístico a apoiar a eleição de Jair Bolsonaro (PSL), o músico Lobão revelou recentemente …
2
08:31
Lobão explica como funciona a mente de Olavo de Carvalho
Em entrevista ao vivo no estúdio da Catraca Livre para o jornalista Gilberto Dimenstein, o cantor Lobão, ex-afeto de Olavo …
3
03:39
Alter do Chão sofre com incêndio de grandes proporções
As chamas que consomem uma área de preservação ambiental de Alter do Chão, em Santarém, no Pará, voltaram a se …
4
09:33
Glenn Greenwald: Os limites do jornalismo no governo Bolsonaro
Em entrevista a Gilberto Dimenstein, da Catraca Livre, Glenn Greenwald, fundador do The Intercept Brasil, site responsável pela série de …
5
03:50
Clã Bolsonaro nomeou familiares para cargos de confiança
Uma reportagem publicada pela revista Época mostra que 17 familiares de Ana Cristina Valle, ex-mulher do presidente Jair Bolsonaro,  foram …
6
10:59
David Miranda x Coaf: Glenn Greenwald fala sobre a investigação
Uma matéria publicada pelo jornal O Globo deu destaque para um relatório do Coaf, em que o deputado federal David …
7
05:12
Glenn Greenwald fala qual foi a matéria mais importante da #VazaJato
Qual foi a matéria mais importante da #VazaJato até agora? Quem responde essa pergunta é o jornalista Glenn Greenwald, do …
8
04:32
É possível apoiar a #VazaJato ao mesmo tempo que a Operação Lava Jato?
O jornalista Glenn Greenwald, fundador do site The Intercept Brasil, deu uma longa entrevista ao jornalista Gilberto Dimenstein sobre a …