Conversas entre Sergio Moro e MP revelam outro lado da Lava Jato

Segundo as conversas Moro sugeria ao procurador Dallagnol que trocasse a ordem de fases da Lava Jato, cobrou agilidade em operações entre outras coisas

Por: Redação | Comunicar erro

Conversas Secretas entre Sergio Moro e procuradores do Ministério Público revelam outro lado da Lava Jato. Os diálogos foram obtidos com exclusividade pelo portal ‘Intercept Brasil’ e divulgados na noite deste domingo, 9.

Crédito: Agência Brasil/José CruzMinistro da Justiça e Segurança Pública Sérgio Moro

Segundo as conversas o ex-juiz Sérgio Moro sugeria ao procurador Deltan Dallagnol que trocasse a ordem de fases da Lava Jato, cobrou agilidade em novas operações. Ele também deu conselhos estratégicos e pistas informais de investigação, antecipou ao menos uma decisão, criticou e sugeriu recursos ao Ministério Público e deu broncas no procurador.

As conversas fazem parte de um lote de arquivos secretos enviados ao “Intercept” por uma fonte anônima há algumas semanas, segundo o portal, bem antes da notícia da invasão do celular do ministro Moro, divulgada nesta semana, na qual o ministro afirmou que não houve “captação de conteúdo”.

Ainda segundo o “Intercept”, a fonte anônima informou que já havia obtido todas as informações e estava ansiosa para repassá-las a jornalistas.

“Talvez fosse o caso de inverter a ordem da duas planejadas”, sugeriu Moro a Dallagnol, falando sobre fases da investigação. “Não é muito tempo sem operação?”, questionou o atual ministro da Justiça de Jair Bolsonaro após um mês sem que a força-tarefa fosse às ruas. “Não pode cometer esse tipo de erro agora”, repreendeu, se referindo ao que considerou uma falha da Polícia Federal. “Aparentemente a pessoa estaria disposta a prestar a informação. Estou então repassando. A fonte é seria”, sugeriu, indicando um caminho para a investigação. “Deveríamos rebater oficialmente?”, perguntou, no plural, em resposta a ataques do Partido dos Trabalhadores contra a Lava Jato.

Ética

De acordo com a Constituição brasileira o sistema acusatório no processo penal é composto por duas figuras a do  acusador e do julgador, e elas não podem se misturar. Nesse modelo, cabe ao juiz analisar de maneira imparcial as alegações de acusação e defesa, sem interesse em qual será o resultado do processo. Mas as conversas entre Moro e Dallagnol demonstram que o atual ministro da Justiça e Segurança Pública se envolveu no trabalho do Ministério Público – o que é proibido.

A atuação coordenada entre o juiz e o Ministério Público por fora de audiências e autos (ou seja, das reuniões e documentos oficiais que compõem um processo) fere o princípio de imparcialidade previsto na Constituição e no Código de Ética da Magistratura.

Moro e Dallagnol sempre foram acusados de operarem juntos na Lava Jato, mas não havia provas explícitas dessa atuação conjunta – até agora.

Moro negou em diversas oportunidades que trabalhava em parceria com o MPF. Confira a íntegra das conversas aqui.

Consequências do vazamento

O PSOL vai apresentar um requerimento para que Moro explique perante o plenário da Câmara as trocas de mensagens. O pedido terá de ser aprovado por maioria simples.

Além disso, segundo juízes ouvidos pela coluna Painel, da Folha, as chances de uma indicação de Moro ao STF vingar, hoje, seriam próximas de zero. Veja mais possíveis consequências para Sergio Moro aqui.

A pergunta que só quer calar

Professora de Direito da Universidade de Brasília (Unb), Débora Diniz viralizou no Twitter após publicar uma mensagem direta na publicação de Sergio Moro.

A professora perguntou a ele se um juiz pode negociar estratégias com o procurador de um caso, e ainda deu uma alfinetada no ministro de Bolsonaro. Confira aqui.

1 / 8
1
04:15
Bolsonaro recuará na indicação de Eduardo para embaixada ?
O presidente Jair Bolsonaro (PSL) admite, pela primeira vez, que existe a possibilidade dele não indicar seu filho, o deputado …
2
02:29
Sequestro na Ponte Rio-Niterói termina após mais de três horas
Um homem armado entrou em um ônibus e manteve 37 reféns no início desta terça-feira, 20, na Ponte Rio-Niterói, via …
3
06:43
Após ser acusado de comunista, Dimenstein cobra provas de Hasselmann
A deputada federal Joice Hasselmann perdeu a calma nas redes sociais ao atacar o jornalista Gilberto Dimenstein, acusando-o de militante …
4
04:53
Netflix e KondZilla lançam ‘Sintonia’, da periferia para o mundo
KondZilla tem razão quando afirma: "A favela venceu". “Sintonia”, a nova série da Netflix, prova isso. A ideia original é dele …
5
04:21
Sinais que indicam problemas no estômago
Ter tosse seca pode ser um sinal que o seu estômago não vai muito bem. Hoje, o Dr. Raul Cutait, médico …
6
03:43
O estrago de Frota é maior que o Bolsonaro poderia acreditar
Após ser expulso do PSL, o deputado federal Alexandre Frota confirmou sua filiação ao PSDB, partido de João Doria, governador …
7
03:03
Câmara aprova projeto de lei sobre abuso de autoridade
A Câmara dos Deputados aprovou o projeto de lei que define quais situações configuram abuso de autoridade. Agora, o texto …
8
04:07
Um pedido de desculpas à Angela Merkel pelas ofensas de Bolsonaro
Depois de dizer a um repórter que ele deveria fazer cocô dia sim, dia não para preservar o meio ambiente, …