Últimas notícias:

Loading...

Embaixada dos EUA nega asilo político para Sara Winter

A blogueira investigada no inquérito das fake news fez o pedido com medo de ser presa preventivamente

Por: Redação

Sara Winter, teve seu pedido de asilo politico na Embaixada dos Estados Unidos negado. O advogado da blogueira apoiadora do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), Bertoni Barbosa de Oliveira, informou que fez a petição informal mas não poderia dar detalhes do encaminhamento do pedido. As informações são do Correio Braziliense.

sara winter
Crédito: ReproduçãoEmbaixada dos EUA nega asilo político para Sara Winter

Segundo ele, a negativa veio fundamentada no cenário de pandemia do país, já que brasileiros estão proibidos de entrarem nos EUA. Segundo o advogado, a moça teria que ficar na embaixada, sem dar declarações e ‘não poderia fazer o que faz hoje’, ‘teria que ficar quietinha até a abertura, que ninguém sabe quando’, contou ao Correio.

O pedido foi feito após o ministro Alexandre de Morais enviar à PGR pedido de investigação de Sara Winter por declarações em que o ameaça.

No dia do cumprimento do mandado de busca e apreensão pela Polícia Federal, sobre o inquérito que apura disseminação de fake news,  Sara gravou um vídeo xingando o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Morais, que autorizou a ação da PF. No vídeo, Sara Winter chamou o ministro de ‘merda’, pede para ‘trocar socos’ com ele e ainda faz outras ameaças.

Sara Winter procurou asilo na embaixada dos EUA com medo de ser presa preventivamente no âmbito das investigações do inquérito das fake news. Com a negativa, a blogueira segue na mira da PF.

Apoiadora de Bolsonaro, Sara é uma das lideranças do movimento “300 do Brasil”, acampados em Brasília desde início de maio. No dia 30 do mês passado, eles fizeram um protesto em frente ao Supremo. Com tochas e máscaras, o protesto fazia referência a ações do Ku Klux Klan (KKK), organização racista originada nos Estados Unidos que fala em supremacia branca e já cometeu diversos atos violentos contra negros.