Últimas notícias:

Loading...

Erick Jacquin posta vídeo com seu bichano para estimular adoção

Conheça cinco motivos para adotar um animal adulto

Por: Redação

Erick Jacquin, jurado do MasterChef, postou em seu perfil do Instagram nesta terça-feira, 3, um vídeo com seu gato Tompêro para falar sobre um bazar de adoção que acontece no domingo, 8.

Jacquin com seu gato
Crédito: Reprodução/ InstagramJacquin posta vídeo com seu gato para incentivar adoção

No vídeo, ele conta que o bichano foi adotado e está na família desde 2017, seguido de um apelo: “Esse gato chegou em 2017. Essa feira do bazar de adoção vai ser no domingo, 8 de dezembro. Esse aqui vem de lá, numa felicidade, né Tompêro? Então vai lá. Começa de manhã e vai até o final da tarde. Quem quer um gato bom, maravilhoso, igual esse preguiçoso, que só dorme e acorda depois de mim, meu companheiro, então vai lá.”

Na legenda do vídeo, escreveu: “O Tompêro faz parte da nossa família desde 2017. Quem quer um gatinho vai ter bazar de adoção dia 08/12, das 10 às 18h, no Centro de Convenções Rebouças da Ong Adote um gatinho. Quem vai? Me conta!”

Jacquin batizou o nome do gato de Tompêro pelo jeito que ele pronuncia a palavra “tempero”.

Saiba mais sobre o evento:


Conheça 5 bons motivos para adotar um animal adulto

Quanto mais velho, menores são as chances de um animalzinho de abrigo encontrar um novo lar. Em geral, os adotantes preferem filhotes por acharem mais fácil a adaptação na nova casa, porém, é aí que muitos se enganam.

São animais menos destrutivos
Muitos adotantes não têm energia para lidar com um pet ativo, então, nesse caso, um adulto ou idoso pode ser a escolha perfeita. Além disso, as preocupações em encontrar a casa destruída, comportamento típico de filhotes, são muito menores.

Personalidade formada
É possível conhecer melhor a personalidade de gatos e cachorros na fase adulta. No geral, costumam ser mais calmos, pois já passaram da fase de descobertas e excessos de brincadeiras. Enquanto que, em se tratando de filhotes, é difícil prever as características de seu comportamento no futuro. “Nesta fase, eles têm uma rotina e comportamento diferentes do que terão pelo resto da vida”, explica o adestrador.

Sem surpresas com o tamanho
O tamanho de cães sem ração definida varia muito, portanto, nunca dá para saber com certeza o porte que um filhote terá no futuro. Preocupação que o tutor não precisa ter quando dá chance a um cão adulto.

Facilidade de adaptação
Ainda segundo o Cleber Santos, mesmo que esses animais tenham hábitos ruins que precisam ser alterados, o fato de eles serem mais calmos pode facilitar a aprendizagem das regras e se adaptarem a quaisquer mudanças. “Filhotes são hiperativos, enquanto os adultos têm mais foco e podem prestar mais atenção, o que facilita o aprendizado”, afirma.

São animais gratos
Em geral, cães mais velhos são mais atenciosos do que filhotes e mais preocupados em agradar seus humanos. Também costumam ser mais gratos ao amor e atenção oferecidos pela nova família. É como se, de alguma forma, eles soubessem que o tutor deu a eles uma chance que poucos dariam.

Saiba mais aqui.

Compartilhe:

Tags: #Adoção