Últimas notícias:

Loading...

Horas após deixar hospital, Bolsonaro chuta bola em jogo de sertanejos

Presidente ficou dois dias internado em São Paulo por conta de uma obstrução no intestino.

Por: Redação

Horas após deixar hospital em São Paulo, o presidente Jair Bolsonaro (PL) foi à Goiás dar o ” pontapé” de uma partida de futebol organizada por cantores sertanejos na noite desta quarta-feira, 5.

Bolsonaro deu um chute na bola e assistiu à partida organizada pelo cantor Marrone, da dupla com Bruno.

Horas após deixar hospital, Bolsonaro chuta bola em jogo de sertanejos
Crédito: Reprodução/Twitter Horas após deixar hospital, Bolsonaro chuta bola em jogo de sertanejos em Goiás

O jogo “Amigos do Marrone contra a fome” aconteceu no Clube do Trabalhador, em Buriti Alegre, no sul de Goiás.

Entre os artistas convidados, estavam o cantor Leonardo, Felipe Araújo, Zé Filipe, o ator Eri Johnson, os ex-jogadores Marcelinho Carioca, Luis Fabiano, Edmundo, entre outros.

Bolsonaro e o camarão não mastigado

O presidente Bolsonaro deixou o Hospital Vila Nova Star, na Vila Nova Conceição, zona sul de São Paulo, nesta manhã, após passar dois dias internado devido a um quadro de obstrução intestinal.

Após internação por obstrução intestinal, Bolsonaro recebe alta
Crédito: Reprodução/Instagram @jairmessiasbolsonaroApós internação por obstrução intestinal, Bolsonaro recebe alta

Segundo o médico do presidente, Antônio Luiz Macedo, o problema foi provocado por conta de um camarão não mastigado corretamente.

“Eu não almoço, eu engulo. A peixada tinha uns camarõezinhos também, comi e mastiguei o peixe e comi o camarão”, disse Bolsonaro.

Na saída do hospital, o presidente voltou a questionar a transparência das urnas eletrônicas e mandou recado ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e ao ministro Luís Roberto Barroso.

“As Forças Armadas foram convidadas pelo ministro Barroso para participar das eleições. Aceitamos participar de todo processo eleitoral, sem exceção. E a Defesa fez alguns questionamentos para o ministro Barroso, do TSE, sobre fragilidades das urnas eletrônicas”, disse o presidente.

“Estamos aguardando a resposta do TSE, pode ser que ele nos convença, pode ser que estejamos errados, agora, se nós não estivermos errados, pode ter certeza que algo tem que ser mudado no TSE.”

Compartilhe:

Tags: #bolsonaro