João de Deus se entrega à polícia e é preso em Goiás

O médium era considerado foragido desde sábado, 15 de dezembro

Por: Redação
joão de deus
Crédito: Reprodução/TV GloboJoão de Deus

O médium João de Deus se entregou à polícia na tarde deste domingo, 16, segundo informou ao Correio Braziliense o advogado do religioso, Alberto Toron.

O encontro dele com as autoridades ocorreu na encruzilhada de uma estrada de terra no município de Abadiânia, região central de Goiás, às margens da BR 060. Veja na coluna de Mônica Bergamo o vídeo com o momento em que ele foi preso.

A prisão é preventiva, ou seja, sem prazo para terminar, e foi decretada pelo juiz Fernando Augusto Chacha de Rezende, que responde pela vara de Abadiânia durante as férias da titular.

O médium é acusado pelos crimes de assédio sexual e estupro por mais de 300 mulheres, do Brasil e de outros países. Os casos de abuso teriam ocorrido durante tratamentos espirituais em Abadiânia. A defesa nega.

João de Deus era considerado foragido desde as 14h deste sábado, 15 de dezembro, após a polícia ter procurado o religioso em mais de 30 endereços apontados pela investigação, de acordo com o delegado-geral de Goiás, André Fernandes.

Contas bancárias

O médium João de Deus teria retirado uma quantia de R$ 35 milhões de suas contas bancárias após a primeira denúncia de abuso sexual vir à tona, afirmam investigadores do caso, segundo o jornal Extra.

A descoberta destas operações fez com que a Polícia de Goiás e o Ministério Público do estado acelerassem o processo para pedir a prisão do médium. O dinheiro foi retirado de aplicações que João de Deus tem em instituições bancárias.