Últimas notícias:

Loading...

Jovem gay comete suicídio após desabafar sobre a família na web

"Como eles dizem, ser gay é pecado, mas ser racista, corrupto, assassino, estuprador, pedófilo e não criar os filhos tá de boa", escreveu

Por: Redação
O paraibano publicou o texto no Facebook no dia 18 de janeiro

O paraibano Yago Oliveira usou o Facebook no dia 18 de janeiro para desabafar sobre sua família e mostrar como era difícil conviver com a homofobia por parte dos parentes. Sem revelar nomes, o jovem também denunciou casos de estupro, pedofilia, racismo e um possível homicídio.

“Meu avô paterno, se casou com a minha avó quando ela tinha 12 anos de idade e ele 30, ela se urinou com medo na primeira noite que dormiu com ele”, contou o rapaz. “Para o meu pai todo negro é marginal, todo serviço mal feito foi feito por negro e todas essas coisas racistas que já conhecemos.”

“Mas segundo todos esses que eu citei anteriormente a vergonha da família sou eu, pelo simples fato que sou gay, afinal como eles dizem, ser gay é pecado, mas ser racista, corrupto, assassino, estuprador, pedófilo e não criar os filhos tá de boa, o importante é você não ser gay“, finalizou.

No entanto, meses após o texto ser postado em modo público na rede social, uma tragédia ocorreu. Yago cometeu suicídio no dia 14 de março. Diante do ocorrido, a publicação virou uma espécie de memorial e tem estimulado uma série de discussões sobre homofobia dentro do ambiente familiar.

Leia na íntegra:

Sei que roupa suja se lava em casa, mas vamos lá*Meu avô paterno, se casou com a minha avó quando ela tinha 12 anos de…

Posted by Yago Oliveira on Thursday, January 18, 2018

  • Leia também:
?>