CORONAVÍRUS
Loading...
Últimas notícias e tudo que você precisa saberAtualizando informações
Infectados-
Mortes-
Recuperados-

Motorista do Uber se recusa a transportar mulheres trans e as agride

À Catraca Livre, a assessoria de imprensa da Uber divulgou comunicado sobre o assunto

Por: Redação

Nesta quinta-feira, 6, o deputado distrital Fábio Felix (PSOL) publicou em seu perfil no Twitter um vídeo que anda circulando nas redes sociais de um episódio de transfobia. Nas imagens é possível ver um motorista do aplicativo Uber expulsando e agredindo duas passageiras após descobrir que elas são mulheres trans.

motorista uber
Crédito: Reprodução/TwitterUm motorista de Uber agrediu e expulsou mulheres trans de seu carro no Distrito Federal (DF)

De acordo com o deputado, ele ligou para as duas vítimas e a Comissão de Direitos Humanos já está tomando todas as providências. “Vamos acompanhar toda a investigação do caso junto à Decrin e contatamos a empresa Uber, que informou já ter iniciado a apuração do caso”, disse.

‌O deputado lembrou ainda que “Transfobia é crime e atuaremos para que casos como este não sejam toleráveis ou fiquem impunes”.

Assista ao vídeo abaixo:

Mais tarde, o deputado atualizou as informações do caso dizendo que o motorista em questão foi suspenso pela empresa de aplicativo. “A Uber Brasil entrou em contato conosco informando que o motorista já foi suspenso. Nosso mandato continuará acompanhando o caso e está à disposição da Érika e da Melissa na busca por seus direitos e respeito às suas identidades #TransfobiaNao”, escreveu.

À Catraca Livre, a assessoria de imprensa da Uber reiterou o comunicado: “A Uber não tolera qualquer forma de discriminação em viagens realizadas em sua plataforma. Assim que recebemos a denúncia, banimos o motorista do aplicativo. Em casos dessa natureza, a empresa fica à disposição para colaborar com as autoridades e compartilhar informações sobre os envolvidos, observada a legislação aplicável”.

Transfobia é crime!

Apesar de transfobia e homofobia não serem a mesma coisa – um diz respeito à violência contra a identidade de gênero e o outro à orientação sexual – a criminalização da homofobia pelo STF, em junho de 2019, se estende a toda comunidade LGBT e também equipara atos transfóbicos ao crime de racismo. Nesta matéria aqui, explicamos como denunciar esse tipo de crime.

Transfobia se combate com informação!

Apesar de ter o dobro de tempo na Terra, a sociedade brasileira parece não ter tido tempo para se informar sobre identidade de gênero corretamente e continua a perpetuar tratamentos transfóbicos.

E como quebrar o tabu das questões de gênero? Simples! Selecionamos algumas informações para que você não pratique transfobia e passe a respeitar a identidade de uma pessoa trans. Vamos lá? Clique no LINK.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.