Últimas notícias:

Loading...

Neymar é investigado por expor mulher que o acusa de estupro

Jogador tentou se defender de acusações, mas acabou cometendo outro crime

Por: Redação

Neymar jr. será investigado pela Polícia Civil do Rio de Janeiro (RJ) por ter divulgado fotos íntimas da mulher que o denunciou por estupro. De acordo com o jornal “Extra”, as autoridades teriam ido à Granja Comary, em Teresópolis, na Região Serrana do Rio – onde ele estava concentrado pela Seleção Brasileira – neste domingo, 2, mas nenhuma informação a respeito do assunto foi revelada.

CASO NEYMAR: tudo o que se sabe sobre a acusação de estupro até agora

Crédito: Reprodução/InstagramNeymar expôs suposta vítima e pode ter cometido outro crime

Para se defender da denúncia, o atleta mostrou, em um vídeo de sete minutos publicado no Instagram, as fotografias, nudes e vídeos que a moça compartilhou com ele via WhatsApp, cometendo o crime previsto no artigo 218-C do Código Penal de “oferecer, trocar, disponibilizar, transmitir, vender ou expor à venda, distribuir, publicar ou divulgar, por qualquer meio – inclusive por meio de comunicação de massa ou sistema de informática ou telemática -, fotografia, vídeo ou outro registro audiovisual que contenha cena de estupro ou de estupro de vulnerável ou que faça apologia ou induza a sua prática, ou, sem o consentimento da vítima, cena de sexo, nudez ou pornografia”.

Caso seja condenado, Neymar poderá pegar pena de um a cinco anos de prisão.

Entenda o caso

Neymar Jr. foi acusado de estupro por uma mulher que prefere não ser identificada. Ela registrou boletim de ocorrência contra o jogador na última sexta-feira, 31, em Santo Amaro, São Paulo (SP).

De acordo com a denúncia, o crime teria ocorrido no dia 15 de maio, em Paris, onde o atleta reside. Os dois teriam se conhecido pelo Instagram e combinaram de se encontrar na capital francesa. Para isto, um assessor de Neymar, identificado como “Gallo”, teria feito a compra das passagens e a reserva no Sofitel Paris do Arco do Triunfo, onde o crime teria acontecido.

Compartilhe: