Número de animais abandonados cresce em Portugal após pandemia

Protetores pedem ao governo que não se esqueça dos animais com o decreto de estado de emergência no país

A manutenção de colônias de gatos está ameaçada por causa da covid-19 (Foto Eveline de Bruin/Pixabay)
A manutenção de colônias de gatos está ameaçada por causa da covid-19 (Foto Eveline de Bruin/Pixabay)

Os animais de Portugal também já sofrem as consequências da covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. Cresce o abandono e cachorros e gatos em situação de rua podem ficar sem assistência de alimento, água e castração.

“Circunstâncias criadas pela pandemia do coronavírus podem potenciar abandono, como já sucedeu na China. Emitimos uma recomendação ao governo para evitar o surgimento de situações dramáticas”, disse a protetora de animais de Lisboa, Marisa Quaresma dos Reis, ao portal Público.Pt.

Antecipando que tutores que contraiam a doença possam ficar impedidos de prestar cuidados aos seus animais, e que o problema possa também atingir as colônias de gatos que dependem dos humanos que regularmente os alimentam, a protetora preconiza a criação de equipes de resgate de animais.

Confira o final desta história e outras notícias inspiradoras sobre animais na ANDA (Agência de Notícias de Direitos Animais).



Em parceria com ANDA

Agência de Notícias de Direitos Animais e maior portal de notícias sobre animais do mundo.